Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em jogo de falhas brasileiras, Inter pune Bayern no fim e avança

Pandev marcou o gol que deu a vitória por 3 a 2 ao time italiano na Alemanha, pela Liga dos Campeões

EFE |

"Quem não faz toma". Um dos maiores lugares-comuns do futebol mundial provou o porquê é o retrato de várias partidas na história do esporte nesta terça-feira, quando a Inter puniu o preciosismo e as inúmeras chances perdidas pelo Bayern de Munique, se recuperou de um massacre sofrido no primeiro tempo e fez 3 a 2 sobre o rival, passando para as quartas de final da Liga dos Campeões.

Outra marca do jogo foram as falhas dos brasileiros envolvidos. Julio Cesar soltou bola fácil no primeiro gol do Bayern, Thiago Motta entregou o segundo e Breno pecou em dois gols da Inter, inclusive no terceiro, que selou o destino dos alemães. Eto'o, Sneijder e Pandev fizeram os três dos italianos, enquanto Mario Gomez e Thomas Muller descontaram.

Agora os milanistas, que voltaram a bater o adversário da final da "Champions" na temporada passada, esperam o sorteio desexta para saber quem enfrentarão na próxima fase.

O jogo
A partida começou com a Inter dando o seu cartão de visitas. Sneijder tocou para Pandev, que achou Eto'o livre na área. Mostrando a calma de sempre, o camaronês chutou por baixo de Kraft para abrir o placar, dando a impressão de que os italianos tinham ido mordidos para a Alemanha. Mas a inspiração de Robben e Ribéry não deixou o time visitante se assanhar.

Após algumas bolas perdidas na hora do último passe, veio o gol de empate. Robben limpou para o pé esquerdo e bateu colocado, mas no meio do gol. Julio Cesar tentou encaixar e acabou soltando a bola no meio da área. Mario Gomez foi esperto, tocou por cima do desesperado brasileiro e deixou tudo igual.

Com um volume de jogo muito maior, o time da casa pressionava bastante a saída de bola dos interistas, que vivaim de algum lampejo de Eto'o para ameaçar a meta rival. Só que como uma só andorinha não faz verão, veio a virada do Bayern.

Robben fez mais uma boa jogada e tocou no meio da zaga. Thiago Motta foi tentar cortar e acabou mandando a bola perfeita para Muller, que se inspirou no companheiro de ataque e também tocou por cima de Julio Cesar, marcando o segundo.

E a partir daí o que se via na Alianz Arena era um baile do meio-campo bavaro em cima dos italianos. Primeiro Ribéry ganhou de Ranocchia e saiu na cara de Júlio César, que fechou bem o ângulo e fez a defesa. Mas o lance mais inacreditável da primeira parte do duelo ainda estava por vir.

Ribéry, novamente, desceu pela esquerda e cruzou para a área. Julio Cesar não achou nada e Mario Gomez tocou meio sem ângulo. A bola ficou rolando em cima da linha e Ranocchia chegou dividindo com Muller. A bola rebateu na trave e saiu, deixando todos atônitos. E isto foi o bastante para fechar a primeira etapa.

Já no segundo tempo, os alemães voltaram soberanos, mas continuaram sem aproveitar suas chances. Aos 16 minutos, Mario Gomez acertou lindo chute de primeira, mas Julio Cesar fez defesa ainda mais bonita, evitando mais um gol.

O castigo veio logo depois. Aos 18, Eto'o, sempre ele, rolou para Sneijder. O holandês acertou belo chute, sem chances para Kraft, e empatou. Pouco depois, Muller perdeu mais uma boa chance, e a resposta veio no lance seguinte. Pandev dominou na área, girou bem e bateu por cima, com muito perigo.

Após uma diminuída no ritmo, a Inter passou a ameaçar um nervoso Bayern, que não conseguia mais repetir o mesmo futebol do primeiro tempo. Aos 36, Sneijder deu mais um bom chute, mas viu a bola explodir no companheiro Pandev e perder o rumo do gol.

E o castigo final veio aos 43. Eto'o, de novo brigando sozinho, aproveitou vacilo de Breno, limpou a jogada e rolou para Pandev, que veio de trás e acertou uma bomba, no ângulo de Kraft, selando a classificação e punindo as inúmeras chances perdidas pelo Bayern, para vibração do técnico brasileiro Leonardo.


FICHA TÉCNICA - BAYERN DE MUNIQUE 2 x 3 INTER DE MILÃO

Local: Allianz Arena, em Munique (Alemanha)
Data: 15 de março de 2011, terça-feira
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (Portugal)
Assistentes: Tiago Trigo e Ricardo Santos (Portugal)
Cartões Amarelos: Luiz Gustavo e Breno (Bayern); Thiago Motta, Kharja e Pandev (Inter)

Gols: BAYERN: Mario Gomez, aos 21, e Muller, aos 31 minutos do primeiro tempo
INTER: Eto'o, aos três do primeiro tempo; Sneijder, aos 18, e Pandev, aos 43 minutos do segundo tempo

BAYERN: Kraft; Lahm, Van Buyten (Badstuber), Breno (Kroos) e Pranjic; Luiz Gustavo, Schweinsteiger, Robben (Altintop) e Ribéry; Muller e Gomez. Técnico: Louis van Gaal

INTER: Julio Cesar; Maicon, Lucio, Ranocchia e Chivu (Nagatomo); Thiago Motta, Cambiasso, Stankovic (Philipe Coutinho) e Sneijder; Pandev (Kharja) e Eto'o. Técnico: Leonardo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG