Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em jejum, Liedson e Jorge Henrique são bancados por Tite de novo

Técnico cobra melhor pontaria não só de seus atacantes. Time tem apenas 16 gols no ano

Bruno Winckler, iG São Paulo |

AE
Jorge Henrique não marca há 27 jogos
O Corinthians enfrenta o Nacional (PAR) nesta quarta-feira com a obrigação de vencer e assim  não ver complicada sua vida na Libertadores . Para passar pelos paraguaios sem sustos, o time precisará superar a sina que o persegue neste ano: os poucos gols marcados e a personificação desta escassez em Liedson e Jorge Henrique, dupla titular contra os paraguaios.

Leia também: Por ambiente tranquilo, Corinthians tenta 1ª vitória na Libertadores

Artilheiro corintiano em 2011, mas que ainda não marcou gols em jogos oficiais deste ano, Liedson foi poupado contra o Santos e terá nova chance como titular. Será sua nona partida no ano (ele marcou no amistoso contra o Flamengo, na pré-temporada). O parceiro de Liedson nesta quarta-feira vive jejum ainda pior que o do camisa 9. Jorge Henrique, que deixou Emerson e Willian no banco, não marca um gol desde 3 de agosto ou 27 jogos. Os seus reservas já têm quatro gols no ano, dois cada.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Liedson é um cara extraordinário. Quem convive com ele sabe. Ele está com uma vontade danada de fazer gol. Isso está machucando ele. Mas ele não deixa interferir. Ele tem a cabeça feita, tem maturidade importante num momento como esse e a frieza para escolher as melhores opções", disse Tite, que valoriza a solidariedade do seu camisa 9 .

Por mais que Liedson tenha a missão de marcar gols, Tite não cobra somente o atacante pelo baixo aproveitamento do seu ataque. O time marcou apenas 16 gols nos 15 jogos que fez neste ano. "Temos de finalizar com mais qualidade. Arriscar mais. Temos melhorado nesse sentido. Não precisa ser como foi contra a Catanduvense (26 chutes a gol). É um número alto, atipico, mas precisa sempre arriscar", disse o treinador. "A responsabilidade é de todos, não só dos atacantes".

AE
Liedson tem a confiança de Tite. Ele marcou 23 gols em 2011, mas ainda está devendo em 2012
Jorge Henrique ganhou força no elenco corintiano pelo seu poder na marcação. Já chegou a ser improvisado na lateral-direita quando as circunstâncias do jogo obrigavam Tite a sacar Alessandro ou Welder. Por essas e outras, Jorge Henrique não marca um gol há 27 jogos mesmo sendo um atacante. Tite cobra

"Já falei com ele. Ele precisa desempenhar bem a função dele na sua posição no campo. Temos treinos de finalização e tenho cobrado não só ele, mas todos a melhorarem", disse Tite, que disse optar por Jorge Henrique como parceiro de Liedson nesta quarta porque ele está em melhores condições que Willian. Emerson não tem condições de atuar por mais de 45 minutos e também fica no banco. 

Leia tudo sobre: corinthiansataquelibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG