Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em Gre-Nal histórico, Internacional tenta evitar título do Grêmio

Falcão não terá o volante Bolatti e o goleiro Lauro. Renato Gaúcho tem desfalques em todos os setores

Gabriel Cardoso e Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Gre-Nal por si só já é um jogo importantíssimo. Valendo título, então, fica ainda mais valorizado. Porém, o deste domingo tem um ingrediente a mais: Renato Gaúcho comanda o Grêmio e Paulo Roberto Falcão, o Internacional, e, juntos, resumem a figura de dois dos maiores jogadores da história de cada clube.

Renato vai para o seu segundo clássico como técnico. No ano passado, pelo Brasileirão, empatou em 2 a 2 no Olímpico. Falcão fará a estreia na função contra o rival. A última vez que enfrentou o Grêmio foi como jogador, em 1980.

Neste domingo, 16h, no Beira-Rio, os rivais gaúchos se enfrentam pela decisão do segundo turno estadual. Uma vitória, para o Grêmio, seja no tempo normal ou nos pênaltis, garante o título gaúcho de 2011. O Inter precisa vencer o turno para provocar a disputa da final em mais dois jogos.

Montagem (Vipcomm/Gazeta Press)
Falcão está há mais de 30 anos fora do clássico. Renato teve um empate em 2010

Falcão não completou sequer um mês de trabalho. A arrancada é animadora. São quatro jogos, com três vitórias e um empate. O time conseguiu chegar à final do turno gaúcho, e passar de fase e encaminhar a vaga nas quartas de final da Libertadores. O treinador surpreende pelo futebol ofensivo: quer o Inter dominando qualquer rival. Contra o Grêmio a ideia é repetir a estratégia.

“Quero um time que se imponha, independente do adversário. Quero um time com essa mentalidade”, destacou.

Bolatti será um importante desfalque. Ele está suspenso. Tinga e Wilson Matias disputam a vaga de volante. Oscar pode ser a novidade, retomando a titularidade. Andrezinho ou Rafael Sobis sairiam do time. O treinador não quis confirmar a escalação e deixou o tradicional mistério que antecede os clássicos.

Renato tem problemas para o clássico. Sem Victor e Lúcio, os desfalques mais recentes por lesão, o treinador ainda não pode contar com outros dois titulares que ainda se recuperam de problemas físicos: Bruno Collaço e André Lima.

A receita, então, é apostar nas opções disponíveis. Marcelo vai para o gol e Willian Magrão, reforça a marcação no meio campo. O problema é que as opções para a lateral esquerda e o ataque não vem dando resultado. Neuton pode desbancar Gilson no flanco e Borges deve receber outra chance na frente.

Não bastassem estes contratempos o Grêmio vive uma pequena turbulência – a primeira desde que Renato salvou o time do rebaixamento no Brasileirão 2010. O time perdeu para o Universidad Católica o primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, em casa, terça-feira. A direção dispensou Carlos Alberto na quinta. E, sábado, cerca de 15 torcedores invadiram o último treino antes do clássico.

“Muitos estão nos cobrando, mas nada é maior do que a cobrança interna do grupo. Temos condições de reverter e sermos campeões”, analisou o zagueiro Rafael Marques.

O título domingo tranquiliza o ambiente. Caso contrário, Renato terá de administrar também a boa fase do rival...

FICHA TÉCNICA – INTERNACIONAL X GRÊMIO

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 1º de maio de 2011, no domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva
Assistentes: Altemir Hausmann e João Franco Filho.

INTERNACIONAL: Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Tinga (Wilson Matias), Guiñazu, Andrezinho e D´Alessandro; Rafael Sobis (Oscar) e Leandro Damião.
Técnico: Falcão.

GRÊMIO: Marcelo; Gabriel, Rafael Marques (Vilson), Rodolfo e Neuton (Gilson); Fábio Rochemback, Adilson, Willian Magrão e Douglas; Leandro e Borges.
Técnico: Renato Gaúcho. 

Leia tudo sobre: InternacionalGrêmioCampeonato Gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG