Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em festa por Rivaldo, São Paulo luta para embalar contra Botafogo

Com 12 pontos, equipe tenta novo triunfo para ficar mais perto da liderança, atualmente com o Palmeiras

Gazeta |

A festa da estreia de Rivaldo teve de tudo no São Paulo: gols, vibração e confusão. Agora, influenciado tanto pelo lado positivo quanto pelo negativo da rodada passada, o São Paulo tenta embalar no Campeonato Paulista, neste domingo, às 19h30 (de Brasília), em Ribeirão Preto.

O aspecto bom da festa foi a constatação de que Rivaldo tem condições de brilhar pelo São Paulo, apesar da tensão instaurada nos bastidores do clube por conta da ríspida discussão entre o técnico Paulo César Carpegiani e o atacante Dagoberto. Para animar a torcida são-paulina, o reforço está confirmado para o confronto deste domingo.

"Claro que tenho de me entrosar mais ainda com os companheiros. Não tem como ficar entrosado em uma semana, ainda vou encontrar um pouco de dificuldade, mas estou na posição que gosto no meio-campo e acredito que vou me sair bem", comentou o camisa 10.

Sem qualquer preocupação em relação a Rivaldo, Carpegiani pensa agora no que fazer com Dagoberto, que não aceitou orientações do treinador durante a partida contra o Linense e discutiu com o chefe. O técnico explicou que deixa a diretoria liberada para negociar o atacante, mas, enquanto estiver no elenco, o camisa 25 segue à disposição. Na sexta-feira, Dagoberto afirmou que tudo foi um mal entendido e pediu desculpas ao comandante.

"Se o Paulo se sentiu desrespeitado, peço desculpa a ele, porque não foi minha intenção. Não sou mais moleque, sou pai de família e sempre o respeitei. São coisas que acontecem no mundo da bola. Agora, é bola para frente e vou dar ênfase no que o São Paulo tem. Queria passar uma borracha mesmo, pois eu o admiro", afirmou o atacante, que deve ser mantido entre os titulares.

Para o confronto deste domingo, Carpegiani estuda a possibilidade de colocar o Tricolor no esquema com três zagueiros. Apesar de não gostar da formação tática mais defensiva, o comandante está esgotando suas possibilidades para diminuir os gols sofridos da equipe.

O zagueiro Alex Silva continua entregue ao departamento médico, em função de dores no joelho direito. Por isso, o treinador deve colocar o garoto Luiz Eduardo na zaga, ao lado de Xandão e Miranda.

Com 12 pontos, o São Paulo precisa do novo triunfo para ficar ainda mais perto da liderança do Campeonato Paulista. Já o Botafogo tem apenas quatro pontos e chega para o confronto depois de trocar de técnico.

Na zona de rebaixamento do Paulistão, o técnico Roberto Fonseca perdeu o cargo, sendo substituído pelo ex-meia Fernando Diniz, que ainda não estreará no comando da equipe. Diante do São Paulo, o time deve ser dirigido de forma interina por Régis Angeli.

A equipe ainda tem mais novidades para o duelo. O volante Rodrigo Soares volta de suspensão, enquanto o meia Assis e o atacante Assisinho estão liberados pelo departamento médico.

"Neste momento, todos podem ajudar a sair dessa situação. O grupo é forte e está motivado a vencer esta partida. Contamos com o apoio da torcida", afirmou Rodrigo Soares.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-SP X SÃO PAULO

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 6 de fevereiro de 2011, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Robério Pereira Pires
Assistentes: Dante Mesquita Junior e Ricardo Busette
Assistentes adicionais: Marcos Antonio Gomes Filho e Leandro Bizzio Marinho

BOTAFOGO: Júlio César; Eduardo Ratinho, Augusto, Gabriel e Andrezinho; Rodrigo Soares, Leandro Carvalho, Assis e Ramon; Assisinho e Pablo Escobar
Técnico: Régis Angeli

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão, Luiz Eduardo e Miranda; Ilsinho, Rodrigo Souto, Jean, Rivaldo e Juan; Fernandinho e Dagoberto
Técnico: Paulo César Carpegiani

Leia tudo sobre: são paulorivaldocampeonato paulista

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG