Equipe carioca ficou no 1 a 1 em casa e sobe para a quinta colocação. Figueirense é o terceiro

A festa da torcida vascaína quase foi completa na noite deste sábado. Após a grande apresentação do meia Juninho, que voltou ao clube após 10 anos e foi ovacionado pelos torcedores, pelo encontro emocionante entre o presidente do clube, Roberto Dinamite, e o ex-atacante Edmundo, e pelo grito de 'é campeão', pelo título da Copa do Brasil, conquistado na última quarta-feira, o Vasco empatou com o Figueirense por 1 a 1 e não conseguiu fechar a noite com 'chave de ouro'.

null

Os gols da partida foram marcados pelo atacante Élton , aos 17 minutos do primeiro tempo, após bela jogada de Eder Luis, e por Aloísio , nos minutos finais da partida. Melhor na primeira etapa, o time da casa apenas segurou o resultado positivo no segundo tempo e foi castigado. Com o resultado, o Vasco sobe para a quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com sete pontos em quatro jogos. Já o Figueirense sobe para a terceira colocação, com o mesmo número de pontos, mas melhor saldo de gols.

Na próxima rodada o Vasco vai até Porto Alegre, onde enfrenta o Grêmio no estádio Olímpico no próximo domingo, às 16h. Na mesma data e horário, o Figueirense recebe o Atlético-PR no Orlando Scarpelli pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

O Jogo
Inspirado pela inflamada torcida que lotou São Januário, o Vasco começou a partida com mais posse de bola e criando as melhores oportunidades. Trocando passes rapidamente, o time da casa chegou ao gol adversário logo aos três minutos de jogo. Márcio Careca pegou a sobra na área e chutou forte para boa defesa do goleiro Wilson.

O mais inspirado era Eder Luis, e foi justamente dos pés do atacante que saiu a jogada do primeiro gol. Márcio Careca lançou Eder na esquerda, o atacante cortou para o meio e deu lindo passe para Élton, que entrou em diagonal e bateu cruzado, sem chances para o goleiro do Figueirense.

Logo aos 26 minutos, o técnico Ricardo Gomes teve que realizar a primeira substituição. O volante Jumar se sentiu mal e foi substituído por Diego Rosa. Melhor jogador da partida, Eder Luis tirou tinta da trave de Wilson aos 31 e aos 34 minutos da primeira etapa, com dois chutes cruzados. O Figueirense tocava a bola, mas não era objetivo. A única chance dos visitantes aconteceu aos 45 minutos, quando o volante Ygor cabeceou livre, após cobrança de falta, fazendo a bola raspar a trave de Prass.

Em desvantagem no placar, o Figueirense voltou para o segundo tempo com duas mudanças. Joilson e Héber entraram no lugar de Túlio e Coutinho. As alterações fizeram o Figueirense ter mais posse de bola. O Vasco apenas assistia o adversário trocar passes, mas o Figueirense, apesar do domínio, não conseguia entrar na área e não criava chances de perigo.

A partida ficou morna e as equipes passaram a trocar passes, sem criar oportunidades. Só aos 22 minutos um lance arrancou o suspiro dos torcedores. Bernardo recebeu lançamento, passou pelo goleiro Wilson, mas demorou para chutar e errou o toque para Eder Luis.



Ricardo Gomes ainda tentou ‘matar’ o jogo, trocando o volante Rômulo pelo atacante Leandro e o meia Bernardo por Jéferson, mas o jogo continuou fraco. Quando tudo caminhava para a vitória do Vasco, Aloísio apareceu para estragar a festa.

Aos 45, o paraguaio Pittoni lançou Aloísio, o zagueiro Fernando falhou e o atacante tocou rasteiro na saída de Fernando Prass, dando números finais ao jogo. No fim, poucas vaias foram abafadas por gritos de ‘é campeão’.

FICHA TÉCNICA - VASCO 1 x 1 FIGUEIRENSE

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro
Data: 11 de junho de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Vicente Romano Neto e Marcio Luiz
Cartões Amarelos: Jumar e Fernando (VAS); Rhayner (FIG)

GOLS
Vasco - Élton, aos 17 minutos do primeiro tempo
Figueirense - Aloísio, aos 45 minutos do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Anderson Martins, Fernando e Márcio Careca; Rômulo (Leandro), Jumar (Diego Rosa), Allan e Bernardo (Jéferson), Eder Luis e Élton
Técnico: Ricardo Gomes

FIGUEIRENSE: Wilson, Bruno, João Paulo, Edson Silva e Juninho; Ygor, Túlio (Héber), Coutinho (Joílson) e Maicon; Rhayner (Pitonni) e Aloísio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.