Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em dia de aniversário, Santos tenta ficar vivo na Libertadores

Completando 99 anos, Santos precisa da vitória contra o Cerro Porteño nesta quinta-feira no Paraguai

Samir Carvalho, iG Santos |

O Santos completa nesta quinta-feira 99 anos de existência. Desta forma, a equipe santista espera presentear sua torcida com uma vitória na partida decisiva contra o Cerro Porteño, às 20h30 (de Brasília), no estádio Olla Azulgrana, em Assunção, no Paraguai, pela quinta rodada da Copa Libertadores da América. A vitória diante dos paraguaios, inclusive, é o resultado que deixará os torcedores felizes no aniversario do clube.

Isso porque, um empate deixará o Santos praticamente eliminado da competição continental. Como o Colo Colo venceu o Deportivo Táchira, no Chile, na última terça-feira, o Santos terá que ganhar o jogo contra o Cerro Porteño para depender apenas de seu resultado na última rodada do grupo 5, quando enfrenta o Táchira, no Pacaembu.

Caso não conquiste os três pontos nesta quinta-feira, o Santos corre o risco de ver chilenos e paraguaios fazerem o jogo de ‘compadres’, provocando um empate na última rodada. Sendo assim, a equipe santista poderá ser eliminada da competição mesmo com uma vitória contra o Táchira.

O Colo Colo lidera o grupo, com nove pontos ganhos, enquanto o Cerro é o segundo colocado com oito e o Santos está na terceira colocação, com apenas cinco pontos. Uma derrota para o Cerro já elimina o Santos da Libertadores. No entanto, uma vitória deixará os santistas dependendo apenas de uma vitória contra os venezuelanos na última rodada para garantir uma vaga na próxima fase.

Se não bastasse a obrigação da vitória, o técnico Muricy Ramalho não contará com três jogadores importantes da equipe: o atacante Neymar, principal estrela do time, além do meia Elano e do atacante Zé Eduardo, todos cumprirão suspensão. Além disso, a estrela solitária do time, o meia Paulo Henrique Ganso, entrará em campo pressionado devido as negociações com o Corinthians.

Samir Carvalho, iG Santos
Arouca volta ao time contra o Cerro
Muricy Ramalho não realizou nenhum coletivo antes do duelo decisivo contra o Cerro Porteño, mas já divulgou a escalação da equipe. Na vaga de Elano, o treinador promoveu o retorno de Arouca, que só atuou três jogos em 2011 por causa de um edema muscular na coxa direita, mas está liberado pelo departamento médico e foi confirmado como titular.

Outro jogador que volta ao time é Diogo. O atleta, que está recuperado de uma lombalgia, venceu a concorrência com Maikon Leite e formará a dupla de ataque com Keirrison.

Apesar de depender apenas de uma vitória contra o Santos para se classificar na Libertadores, o Cerro Porteño está em crise no campeonato nacional, pois não vence há quatro partidas. Além disso, a diretoria do Cerro ameaça demitir o técnico Leonardo Strada.

Os dirigentes não estão satisfeitos com as escalações do treinador. O volante Cáceres e o meia Julio dos Santos, ídolos da torcida, foram barrados pelo técnico. A grande estrela do time, o argentino Iturbe, está confirmado como titular e formará a dupla de ataque com o artilheiro Nani.

FICHA TÉCNICA - CERRO PORTEÑO X SANTOS

Estádio: General Pablo Rojas (La Olla), Assunção (SP)
Data/hora: 14/4/2011 – 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Martín Vázquez (URU)
Auxiliares: Carlos Pastorino (URU) e William Casavieja (URU)

CERRO PORTEÑO (PAR): Barreto, Piris, Pedro Bneítez, Cardozo e César Benítez (Formica); Rojas, Villarreal, Burgos (Nuñez) e Fabbro; Nanni e Iturbe.
Técnico: Leonardo Astrada.

SANTOS: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Danilo, Arouca e Paulo Henrique Ganso; Diogo e Keirrison.
Técnico: Muricy Ramalho
 

Leia tudo sobre: santoscerro porteñocopa libertadores 2011aroucadiogo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG