Tamanho do texto

Capitão de seleção do país e quatro companheiros de equipe admitiram ter recebido dinheiro para perder jogos em 2009

selo

O presidente da Fifa chegou ao Zimbábue nesta segunda-feira para realizar uma visita de dois dias. Joseph Blatter vai se encontrar com dirigentes do país, que teve a reputação do futebol afetada por recentes escândalos. Um grupo de quatro membros da entidade, incluindo dois investigadores de manipulação de resultados, chegou ao país no domingo.

A rádio estatal disse que Blatter deve se encontrar com o presidente Robert Mugabe e assistir a um jogo da seleção feminina do país contra Malavi. Ele também vai inspecionar centros de treinamento que precisam urgentemente de financiamento diante da situação conturbada da economia local.

No ano passado, Method Mwanjali, capitão de seleção do Zimbábue, e quatro companheiros de equipe admitiram ter recebido dinheiro para perder jogos em 2009 na Tailândia e na Malásia. O Zimbábue foi batido por 3 a 0 e 6 a 0, respectivamente, por Tailândia e Síria e os jogadores disseram que receberam entre US$ 500 e US$ 1,5 mil.

Ministro dos Esportes do Zimbábue, David Coltart disse nesta segunda-feira que espera que os membros da Fifa, que incluem o seu chefe de segurança Chris Eaton, recomendem a punição para os culpados. "Espero que a Fifa perceba a determinação do governo para lidar com a corrupção", disse Coltart. "Esperamos que eles confirmem que houve crime e a repressão deve seguir".