Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em crise, Paraná perde para Roma e afunda da lanterna do estadual

Após mais uma derrota, o Paraná amarga a última colocação na tabela, enquanto que o Roma briga pelas primeiras posições

Gazeta |

O Paraná Clube se afunda cada vez mais na lanterna do Campeonato Paranaense a cada rodada, sem perspectiva de melhora, sem poder de reação. Desta vez o time perdeu para o Roma, no Estádio Bom Jesus da Lapa, em Apucarana, por 3 a 1. Com o resultado, a equipe do interior chega aos sete pontos ganhos, brigando pelas primeiras posições.

O time do interior não deu tempo para o Paraná sentir o jogo e, logo aos dois minutos, abriu o placar com Robenval, que desviou para as redes após cobrança de escanteio. Depois do intervalo, a equipe da capital também só precisou de dois minutos para empatar, em cabeçada de Rafael Vaz. Três minutos depois, Paulo Sérgio, de carrinho, desempatou. Aos 27 minutos, Alex, de falta, fechou a contagem.

Na próxima rodada, o Roma Apucarana enfrenta o Atlético Paranaense, domingo, na Arena da Baixada. Já o Paraná Clube, em crise, volta a campo no sábado, quando encara o Cianorte, na Vila Capanema, em Curitiba.


O jogo
O jogo começou muito movimentado, com pressão do time da casa. Logo no primeiro minuto, depois de cobrança de falta, Wesley desviou para boa defesa de Luis Carlos. Mas, aos dois minutos, Lira cobrou escanteio e Robenval subiu para desviar para o fundo das redes. O Tricolor tinha dificuldades para parar o ataque adversário. Aos sete minutos, Alex arriscou o chute e a bola subiu.

A primeira aparição do Paraná no campo ofensivo foi aos oito minutos, com uma bomba de Alan que Spada defendeu parcialmente e ainda bateu na trave. Os visitantes equilibraram as ações e já levam perigo, como aos 14 minutos, com um cruzamento de Paulo Henrique que Tito desviou por cima da meta. Ótimo contra-ataque paranista, aos 19 minutos, com Paulo Matos tirando a defesa e entregando para Tito, que bateu em cima do goleiro. Na resposta, aos 23 minutos, Paulo Sérgio recebeu com liberdade, mas o árbitro marcou impedimento no lance.

O ritmo do jogo caiu, com o Roma tentado controlar a posse de bola e o Tricolor com dificuldades para criar na frente. Aos 33 minutos, Tito recebeu na entrada da área, girou o corpo e foi travado na hora do chute. Doriva, aos 37 minutos, partiu em velocidade, fez fila na defesa do Paraná e tocou para Paulo Sergio, que errou o chute. O atacante Paulo Matos até tentava resolver sozinho, mas não estava com a pontaria em dia, como no chute torto, aos 42 minutos.

No segundo tempo, o Tricolor da Vila voltou modificado para tentar mudar o panorama. E, aos dois minutos, Davis cruzou para Rafael Vaz, que tocou de cabeça para deixar tudo igual no placar. A comemoração durou pouco. Aos cinco minutos, Paulo Sérgio, com oportunismo, desviou de carrinho para o fundo das redes. A partida ficou aberta. Aos nove minutos, Chimba fez boa jogada, mas Luiz Camargo não entendeu a complementação.

As duas equipes buscavam o gol. De um lado o time da casa queria matar a partida, enquanto o Tricolor precisava da reação para deixar a lanterna da classificação. Aos 12 minutos, Cassiano fez o levantamento na área e Paulo Sérgio cabeceou para fora. Jogada plasticamente bonita de Warley, aos 18 minutos, com uma virada de fora da área que quase encobriu o goleiro Luis Carlos.

A situação do Paraná se complicou de vez aos 27minutos,quando Alex bateu falta, Luis Carlos trombou com os atacante e a bola entrou. Tentativa da equipe da capital mesmo, somente aos 35 minutos, com uma bomba de Davis que Spada defendeu. O nervosismo era evidente entre os jogadores paranistas, que não conseguiam acertar lances fáceis. Aos 45 minutos, Spada impediu o gol de Tito segurando um chute à queima-roupa.

Leia tudo sobre: paranácampeonato paranaense 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG