Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em coletiva, Andrés oficializa saída de Roberto Carlos

Presidente do Corinthians disse que decisão aconteceu por comum acordo e que não está decepcionado com o lateral

Gazeta |

nullO presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, oficializou na manhã deste sábado, no CT Joaquim Grava, a rescisão de contrato do lateral esquerdo Roberto Carlos, de 37 anos. O experiente defensor alegou estar sendo ameaçado pela torcida alvinegra, pois não participou do jogo decisivo na Colômbia, contra o Deportes Tolima, que culminou na eliminação do clube na Pré-Libertadores.

Na ocasião, Tite alegou que o seu camisa 6 sofria com dores na perna direita e não se sentia confiante para jogar bola. Apesar de ser acusado de "pipoqueiro" pela torcida, ele afirmou, durante uma entrevista coletiva do meia Rivaldo, do São Paulo, que continuaria no Corinthians, mas mudou de ideia.

Com propostas do Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos, e do Suleiman Kerimov (RUS), o destino do jogador deve ser mesmo o exterior. A rescisão foi decidida durante uma reunião na sexta-feira, entre Andrés, Roberto, o diretor adjunto Duílio Monteiro Alves e o agente Fabiano Farah.

"Por comum acordo, decidimos liberar. Não estou decepcionado. Tem uma proposta fantástica lá fora. Oferecemos toda a segurança possível. Nós não vamos pagar nada, assim como ele", declarou Sanchez.

Em 4 de janeiro do ano passado, Roberto Carlos foi apresentado no Parque São Jorge para cinco mil torcedores. Embora tenha chegado prometendo títulos, ele fez parte dos fracassos no Campeonato Paulista, na Libertadores e no Campeonato Brasileiro. No total, foram 64 jogos, cinco gols, oito cartões amarelos e dois vermelhos.

AE
Assim como Ronaldo, Roberto foi muito criticado após a eliminação na Pré-Libertadores, e resolveu deixar o clube

 

Leia tudo sobre: Roberto CarlosCorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG