Tamanho do texto

Barcos marcou duas vezes, mas Fernandinho fez um golaço para definir placar em Presidente Prudente

Num clássico de seis gols, Palmeiras e São Paulo empataram por 3 a 3 em Presidente Prudente neste domingo e se distanciaram do Corinthians na disputa pela liderança do Campeonato Paulista. Barcos , com dois gols, e Fernandinho , que marcou um golaço para dar o placar o final do "Choque-Rei", foram os destaques de uma partida que não poupou emoções aos torcedores dos dois rivais.

Com o resultado, o Palmeiras vai a 22 pontos, se mantém em terceiro (com a mesma pontuação do Guarani) e fica quatro pontos atrás do líder Corinthians. O São Paulo, agora com 19 pontos, também vê inalterada sua posição na tabela com o quinto lugar. Na próxima rodada, o São Paulo enfrenta o Guaratinguetá, quinta-feira, no Morumbi. Já o Palmeiras visita o Linense, quarta-feira, em Lins.

Veja a classificação completa e os próximos do seu time no Campeonato Paulista

O jogo
O Palmeiras foi melhor ao longo de todo o primeiro tempo. Abriu o placar logo aos 5 minutos em gol de falta. Ao invés de Marcos Assunção, batedor oficial do time, Daniel Carvalho foi quem se dirigiu para a cobrança. Com um chute firme, no canto do goleiro Denis, ele surpreendeu os são-paulinos, que esperavam pelo chute de Assunção.

Forte na marcação em todos os setores do campo, o Palmeiras ofereceu poucos espaços ao São Paulo nos primeiros 45 minutos. O time do Morumbi, apesar de ter tido maior posse de bola (58% contra 42% do Palmeiras), foi menos objetivo que o rival.

Aos 22 minutos, o árbitro fez uma parada técnica para que os jogadores se hidratassem. O calor deu tom ao jogo. O Palmeiras entrou em campo de branco, num uniforme mais "fresco" que o verde escuro. Assim, obrigou o São Paulo a usar seu uniforme 2.

A parada fez bem ao São Paulo. Dos pés de Casemiro, destaque do time na primeira etapa, o time de Leão criou as suas melhores chances. Na primeira delas, aos 30 minutos, o volante avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Cícero marcar. O Palmeiras logo reagiu e numa boa jogada de Barcos, dentro da área, o argentino Barcos recolocou a equipe na frente, aos 36 minutos.

Casemiro ainda tentou o empate com um belo chute de fora da área, mas Deola, aos 43 minutos, espalmou para fora. O primeiro tempo terminou com o Palmeiras chutando 10 bolas a gol (7 delas no alvo) e o São Paulo com 9 finalizações (5 no gol).

Na volta do intervalo, Leão, que já havia demonstrado insatisfação com Jadson no primeiro tempo, sacou o meia para dar lugar a Fernandinho. Mais consistente pelo lado esquerdo do ataque, o São Paulo logo conquistou o empate. Aos 9 minutos, após pênalti duvidoso anotado por Wilson Seneme de Cicinho em Cortez, Willian José marcou. Os palmeirenses se revoltaram. Durante a semana. o clube fez uma lista dos pênaltis anotados contra o Palmeiras neste Paulistão .

O gol diminuiu o ímpeto do Palmeiras. O São Paulo cresceu no jogo e por pouco não virou. Cícero, aos 17 minutos, acertou o travessão de Deola em cobrança de falta. Aos 25, em contra-ataque puxado por Lucas, o São Paulo desperdiçou outra chance. O camisa 7 tocou para Willian José na entrada da área. O atacante estava livre, mas não dominou a bola e perdeu a chance.

O erro foi logo aproveitado pelo Palmeiras. Aos 27, Juninho levantou na área, a bola passou pelos zagueiros e Barcos tocou na saída do goleiro Dênis. O Palmeiras não teve nem tempo de comemorar a vitória parcial. Aos 30, Fernandinho acertou um raro chute de fora da área e sem chances para Deola empatou a partida mais uma vez.

No final do jogo, o São Paulo abusou das faltas próximas a sua área e com Marcos Assunção nas cobranças, o Palmeiras ameaçou, mas ficou nisso. O time mandante encerrou o jogo com 44% da posse de bola contra 56% do São Paulo. O Palmeiras chutou 18 vezes a gol contra 19 do São Paulo. Pela segunda rodada seguida o time do Morumbi sofre na defesa e empata por 3 a 3 (já havia feito o placar contra o Bragantino).

FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 3 x 3 SÃO PAULO
Local:
Estádio Eduardo José Farah, o Prudentão, em Presidente Prudente (SP)
Data: 26 de fevereiro de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme
Assistentes: Herman Brumel Vani e Danilo Ricardo Simon Manis
Adicionais: Rodrigo Braghetto e Raphael Claus
GOLS:
PALMEIRAS: Daniel Carvalho, aos cinco minutos do primeiro tempo, Barcos aos 37 do primeiro tempo e aos 28 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Cícero, aos 30 minutos do primeiro tempo, Willian José aos oito do segundo tempo e Fernandinho aos 32 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Marcos Assunção e Henrique (Palmeiras); Paulo Miranda e Rodrio Caio (São Paulo)

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor (Chico) e Daniel Carvalho (Patrik); Maikon Leite (Ricardo Bueno) e Barcos Técnico: Luiz Felipe Scolari

SÃO PAULO: Dênis; Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denílson, Casemiro (Rodrigo Caio), Cícero e Jadson (Fernandinho); Lucas e Willian José Técnico: Emerson Leão