Tamanho do texto

No último sábado, Aldo Rebelo já havia afirmado à imprensa que não falaria mais com interlocutor escolhido pela Fifa

Em carta, Aldo Rebelo pediu afastamento de Valcke
Reprodução
Em carta, Aldo Rebelo pediu afastamento de Valcke
O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, enviou nesta segunda-feira uma carta à Fifa oficializando o pedido de veto o secretário-geral da Fifa, Jèrôme Valcke, como interlocutor da entidade máxima do futebol com o Governo Federal. No último sábado, o ministro já havia afirmado que faria o pedido, uma reação às declarações de Valcke na última sexta-feira, em evento na Inglaterra. O cartola afirmou que o Brasil precisava de um “chute no traseiro” para acelerar a organização do Mundial .

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Na carta assinada por Aldo Rebelo e endereçada ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, o ministro classifica as declarações de Valcke como inapropriadas. “A forma e o conteúdo das declarações escapam aos padrões aceitáveis de convivência harmônica entre um país soberano como o Brasil e uma organização internacional centenária como a Fifa”, diz o texto.

Veja também: Secretário da presidência chama Valcke de vagabundo


“Diante desta realidade, o Governo Brasileiro não pode mais aceitar, nas suas tratativas com a Fifa, o Senhor Jèrôme Valcke como interlocutor durante a preparação desse mundial”, completou Aldo Rebelo.

Valcke tem viagem prevista para o Brasil para a próxima segunda-feira. O cartola pretende visitar Recife, Cuiabá e Brasília. A Fifa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o veto do Governo Federal.