Lateral-direito perdeu três quilos em partida contra o León, em março, pela Libertadores

Wesley Santos/Pressdigital
Gabriel deseja que Grêmio ataque mais pela direita
Foi no distante 17 de março, mas Gabriel ainda sente os reflexos do empate do Grêmio com o León. Desde o regresso do Peru, o lateral-direito passou uma semana fora dos treinos vítima de uma indisposição estomacal. Perdeu três quilos. Só ao término da semana passada o atleta conseguiu recuperar um e se aproximar dos 74kg ideais.

A melhora na condição física ajudou a elevar o nível de atuação, domingo, contra o Veranópolis . Resultado de um reforço na alimentação orientado pela nutricionista Roberta Santos.

“Estou melhorando também pelos exercícios de força na musculação. Vou voltar às melhores condições”, disse o atleta.

Perto da condição física ideal, Gabriel também quer ser mais acionado pelos companheiros durante as partidas. O técnico Renato Gaúcho ainda não encontrou o jogador para atuar pelo lado direito do meio-campo. Bem diferente da situação da esquerda. O lateral Gilson tem a parceria de Lúcio e o time concentra os ataques por aquela faixa do campo.

“Além dos jogadores da esquerda, o Douglas, o central do meio, é canhoto. As jogadas são naturais. Espero que possamos equilibrar. Sou boa opção de ataque e posso ajudar na frente, mas, para isto, preciso que alguém me dê esta condição”, avaliou.

Renato testou na direita Adilson, Willian Magrão e Carlos Alberto. Na quinta-feira, contra o Junior, pela Libertadores, Adilson deve ser o titular.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.