Time de Munique tem uma sequência de cinco vitórias, enquanto o rival venceu seus três últimos jogos

A 13ª rodada do Campeonato Alemão colocará frente a frente neste sábado, no estádio BayArena, o Bayer Leverkusen, que venceu seus últimos três jogos e já é vice-líder do torneio, e o Bayern de Munique, que não perde há cinco partidas e subiu para o sexto lugar.

A arrancada das últimas semanas permitiu que o time de Leverkusen ultrapassasse o Mainz 05, grande surpresa da competição até agora, e alcançasse o segundo lugar, com 24 pontos, atrás apenas do Borussia Dortmund, que tem 31.

O time da casa apostará em sua nova estrela, o jovem Sydney Sam, um atacante rápido e habilidoso autor de três gols nos últimos dois jogos. Ao seu lado, o alemão de ascendência nigeriana terá o meia brasileiro Renato Augusto, um dos grandes nomes do Leverkusen desde a temporada passada.

O Bayern, por sua vez, ainda faz uma temporada irregular e ainda não venceu duas partidas seguidas no campeonato. No entanto, os comandados do técnico Louis van Gaal conseguiu se desprender do meio da tabela ao chegar aos 19 pontos.

A equipe de Munique segue sem poder contar com os meias Robben e Ribery e, por isso, continua depositando suas fichas na juventude de Müller e nos gols do centroavante Mario Gómez, que marcou duas vezes na vitória por 3 a 0 sobre o Nuremberg no último domingo.

O líder Borussia venceu dez de seus 12 jogos e tem uma boa vantagem, mas para manter a tranquilidade no topo da tabela terá a dura missão de bater fora de casa o quarto colocado do Alemão, o Freiburg, que tem 21 pontos.

Apesar da partida difícil, os números do time de Dortmund são animadores, como o fato de ter o melhor ataque do campeonato, com 29 gols marcados, e a defesa menos vazada, com apenas sete gols sofridos.

Além disso, o líder tem despertado a simpatia de torcedores de outros clubes por conta de ter o elenco mais jovem da primeira divisão e por ter formado um grupo de atletas, em sua maioria, pouco conhecidos.

Ao lado de jovens alemães, como o zagueiro Matt Hummels e os meio-campistas Mario Götze e Kevin Grosskreutz, o Dortmund acertou em apostar em reforços bons e baratos, como o japonês Shinji Kagawa, que custou apenas 350 mil euros e se transformou em uma das figuras de destaque do torneio.

O grupo tem três jogadores brasileiros: o já consagrado lateral Dedé, o zagueiro Felipe Santana, ex-Figueirense, e o atacante Antonio da Silva, desconhecido da torcida de seu país.

Na parte de baixo da tabela, o 11º colocado Werder Bremen, do zagueiro Naldo e do volante Wesley, receberá o Schalke 04, que tenta engrenar para sair da incômoda 16ª posição.

Já o time mais "brasileiro" da Alemanha, o Wolfsburg, que conta com o volante Josué, os meias Cícero e Diego e com os atacantes Grafite e Caiuby, visitará o St. Pauli no domingo e quer uma vitória para chegar a uma colocação melhor que o 12º lugar que ocupa atualmente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.