Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em ano de Libertadores, Grêmio descarta poupar titulares no Gauchão

Antônio Vicente Martins, novo diretor de futebol, quer ver o time campeão das duas competições

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

A decisão final cabe ao técnico Renato Gaúcho, mas o novo diretor de futebol Antônio Vicente Martins indicou qual será o planejamento do Grêmio em 2011. Mesmo com apenas 12 dias de preparação e com a Libertadores como prioridade, o cartola descartou utilizar um time de reservas no Gauchão.

Vamos com o que tivermos de melhor. Queremos ganhar as duas competições, destacou o dirigente.

O posicionamento contraria o adotado no primeiro semestre de 2010. Antes da chegada de Renato, com Luiz Onofre Meira (dirigente) e Silas (treinador), o Grêmio usou reservas nas rodadas inicias do Brasileirão para priorizar a Copa do Brasil, na qual caiu na semifinal para o Santos.

A mesma postura foi vista em 2009. Na Libertadores, com Celso Roth, o time gaúcho escalou reservas em diversas partidas do campeonato estadual. O título ficou com o Internacional, e o Grêmio foi eliminado pelo Cruzeiro na semifinal da competição sul-americana.

Então, a partir de 16 de janeiro, quando enfrenta o Lajeadense, na estreia do Gauchão, o Grêmio não poupará jogadores. Tudo para conseguir unificar as faixas, algo que a história mostra complicado.

Dos quatro títulos de Libertadores da Dupla Gre-Nal, apenas um teve a companhia do estadual. Foi em 1995, quando Luiz Felipe Scolari, mesmo com os reservas derrotou o Inter na final. Pouco tempo depois, levaria o Grêmio ao bicampeonato da América. Grêmio em 1983 e Inter em 2006 e 2010 viram o rival ser campeão gaúcho.

Leia tudo sobre: campeonato gaúchogrêmio

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG