Atacante paraguaio revela que costumava levar a melhor sobre o rival quando ainda defendia o Palmeiras

O paraguaio Ortigoza foi o escolhido do técnico Joel Santana para substituir Thiago Ribeiro quando foi anunciada a contusão do veloz atacante do Cruzeiro. O atacante não decepcionou e mereceu elogios do treinador cruzeirense. Contra o Corinthians , o jogador será mantido no time e revelou que costumava se dar bem contra o time paulista na época que ainda defendia o Palmeiras.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Ortigoza passou pelo Palmeiras em 2009 e revelou que costumava levar sorte nos clássicos contra o Corinthians. "Acho que não perdi ainda para o Corinthians pelo Palmeiras. Joguei três partidas contra eles, acho que empatamos duas e vencemos uma. Meu retrospecto é positivo", lembra-se o paraguaio.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

O atacante ressalta que a campanha do Corinthians é impressionante, mas acredita que o time paulista logo cairá de produção. "No Campeonato Brasileiro, às vezes, você começa ganhando e uma hora tropeça. Eu acho que o Corinthians ainda vai ter o seu tropeço. Temos que manter o nosso ritmo para tentar chegar perto deles. Taticamente eles são muito disciplinados e quase que a bola não chega ao goleiro deles", avaliou o jogador.

Pela boa atuação contra o Bahia, quando deu o passe que resultou no gol da vitória cruzeirense, Ortigoza recebeu elogios de Joel Santana . "Agradou e muito. Como tinha agradado em São Paulo. Na primeira bola que pegou criou uma situação de gol e reviramos o jogo lá (no Morumbi). Faltando 15 minutos o São Paulo pediu para acabar o jogo porque sentiu que poderíamos empatar. Um jogador lutador, brigão, que trabalha, é trabalhador. Pode não ter uma técnica apuradíssima, mas troca a técnica pela raça. Futebol hoje você tem que medir essas duas situações", disse Joel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.