Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Em 2011, polêmicas fora dos gramados apimentam o 'Clássico Vovô'

Flu e Botafogo, que se enfrentam no sábado, disputaram reforços e até trocaram farpas sobre o Engenhão

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Neste sábado, Fluminense e Botafogo se enfrentam no estádio Engenhão, às 18h, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro no ‘clássico vovô’, o mais antigo do futebol brasileiro, disputado desde 1905. Em 2011, algumas polêmicas entre as duas equipes fora das quatro linhas apimentaram ainda mais a rivalidade e a expectativa para o confronto deste final de semana.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Disputa nos bastidores pela contratação de jogadores , troca de farpas entre dirigentes e atletas por criticas ao estádio Engenhão e duas expulsões no primeiro confronto entre os times no ano, durante o Campeonato Carioca, são alguns dos elementos que devem tornar o clássico ainda mais disputado.

Disputa por Elkeson e Ciro
O fato de dois clubes grandes se interessarem por jogadores em comum não é novidade. Porém, a disputa na contratação de alguns atletas de Botafogo e Fluminense neste ano foi marcada pela troca de farpas entre dirigentes dos dois clubes. Inicialmente, o time de General Severiano tentou a contratação do atacante Ciro , mas quem teve sucesso foi o Fluminense, que apresentou o jogador .

AE
Presidente do Botafogo rebateu criticas ao Engenhão
Alguns dias depois, o Botafogo deu a resposta com a contratação do meia Elkeson . Dirigentes do Fluminense acusaram o rival de ter ‘atravessado’ o negócio . O gerente das categorias de base do Fluminense, Fernando Simone, que estava tocando a negociação, chegou a dizer que o Botafogo estava chateado, supostamente por ter perdido o atacante Ciro.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Não vou fazer leilão, não vou entrar nessa vagabundagem. O Botafogo está querendo atravessar porque deve estar chateadinho, sei lá por qual motivo. Fomos os primeiros a fazer contato com o clube e o jogador. O Vitória autorizou negociarmos com o Elkeson. E foi o que fizemos”, declarou o cartola na época.

Além dos dois jogadores, o zagueiro Márcio Rosário , que era do Botafogo, reclamou no twitter da reserva, supostamente numa tentativa de forçar sua saída da equipe de General Severiano. Pouco tempo depois o jogador foi apresentado nas Laranjeiras, já que era um pedido do técnico Abel Braga.

Polêmica com o Engenhão
Em julho, o meia Marquinho , ao comentar a baixa média de público do Fluminense no Campeonato Brasileiro, criticou o estádio Engenhão . O jogador disparou contra as condições do gramado e até contra a localização da ‘casa’ do Botafogo.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

"Na verdade, o Fluminense não gosta do Engenhão, o Flamengo não gosta do Engenhão e o Botafogo gosta pouco. E o torcedor mesmo não gosta. A preferência de todos, obviamente, era pelo Maracanã. As torcidas não se adaptaram ao estádio", criticou o jogador do Fluminense. O técnico Abel Braga e o meia Souza também reclamaram das condições do gramado do estádio.

AE
Presidente do Botafogo rebateu criticas ao Engenhão
Alguns dias depois, o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, respondeu a ‘cornetada’. “Qualquer reclamação do gramado ou do Engenhão eu trato direto com o presidente do Fluminense e do Flamengo. Não vou discutir com jogador e com técnico, até porque não estou acostumado a descer o nível”, rebateu Assumpção.

Expulsões no primeiro clássico
Fluminense e Botafogo se enfrentaram uma vez em 2011, pela primeira fase da Taça Guanabara. O time de General Severiano, na época ainda comandado pelo técnico Joel Santana, venceu a partida por 3 a 2, mas o clássico foi recheado de lances polêmicos. Após cometer falta em Herrera, o volante Valencia foi expulso. Indignado pela pressão de Loco Abreu ao juiz Gutemberg de Paula Fonseca, o atacante Fred deixou o campo reclamando.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

“A culpa disso tudo é do Loco. Ele que começou a xingar todo mundo lá. Eu pedi respeito. O jogo está assim por causa dele”, disse Fred na saída para o vestiário, ainda no primeiro tempo. O Uruguai, por sua vez, ironizou o desentendimento. “Eu chamei ele para um churrasco e ele não gostou (risos). Daí veio e me empurrou, falando 'sai daqui, não gosto de churrasco'", disse na saída do campo. Na mesma partida, o volante Marcelo Mattos também recebeu o cartão vermelho.

Recentemente o atacante do Botafogo ligou para prestar solidariedade a Fred pela perseguição de torcidas organizadas, indicando que a discussão ficou apenas dentro de campo.

Leia tudo sobre: BotafogoFluminenseBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG