Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Elenco do Santos culpa falta de humildade por maus resultados

Atletas acreditam que vaidade é o principal motivo pela ausência de vitórias da equipe nesta temporada

Samir Carvalho, iG Santos |

Após as duas últimas derrotas do Santos nesta temporada – diante do Colo Colo, pela Libertadores, e Bragantino, pelo Campeonato Paulista – o elenco santista resolveu se reunir nesta semana para tentar descobrir o motivo dos maus resultados, já que o time possui jogadores de qualidade no grupo. Entre eles, Neymar, Ganso e Elano. Depois de muita conversa, os atletas chegaram a conclusão que falta humildade para alguns jogadores do elenco.

O meia Elano, considerado um dos lideres do elenco, chegou a dizer que as jovens estrelas do time precisam voltar as origens para que o Santos volte a conquistar as vitórias.

“Tivemos uma conversa franca. Somos amigos, mas é coisa que precisa ser falada olho no olho. Temos de mudar o nosso espírito. O momento é de reflexão. Os meninos não são mais promessas, mas realidades. Temos de voltar às nossas origens, jogar com garra, mudar de atitude para que os resultados voltem”, disse Elano.

Os atletas acreditam que a falta de humildade reflete dentro de campo, já que os jogadores de grande qualidade técnica da equipe, não fazem esforço para ajudar a equipe na marcação. “Eu sou o primeiro a assumir. Sei que tenho de ajudar o time, marcar mais”, completou Elano.

O discurso de Elano foi seguido pelo lateral-direito Jonathan, que elogiou os companheiros de equipe, mas cobrou dedicação em relação à falta de marcação da equipe sobre os adversários. A palavra ‘humildade’, inclusive, foi citada pelo camisa do Santos.

AE
Neymar e Ganso com o novo uniforme da seleção
“A qualidade do time é muito boa e não pode estar passando por isso. Entre jogadores, comissão técnica e torcedores, todos sabem que o time é bom e sabe jogar, mas a equipe tem que ser humilde e marcar também. Tem que se conscientizar que tem de marcar, para não estourar tudo na defesa. Tendo essa consciência, tudo melhora”, disse Jonathan.

Preocupada com a postura dos jogadores, a diretoria do Santos acredita que a chegada de um treinador mais experiente ajude a controlar a vaidade dos jogadores. Por isso, Muricy Ramalho virou ‘sonho de consumo’ entre os dirigentes do clube. Porém, enquanto Muricy não chega, o interino Marcelo Martelotte aposta nas cobranças interna entre os jogadores para resolver o problema da falta de resultados.

“Primeiro o jogadores se cobraram. Foi uma cobrança interna em relação a eles. Isso não descartou a cobrança da diretoria e da comissão técnica. Essas reuniões funcionam, mas só saberemos se surtirá efeito no campo. Não se resolve apenas na conversa. Vamos realmente comprovar no dia do jogo. No treinamento já vimos uma dedicação muito grande”, comentou Martelotte.


 

Leia tudo sobre: santoselanojonathanmarcelo martelottemuricy ramalho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG