Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Eleito melhor de 2010, Mourinho é criticado por Beckenbauer

Maior atleta alemão da história disse que treinador do Real Madrid se utiliza de métodos grosseiros para alcançar seus objetivos

Pedro Taveira, iG São Paulo |

Presidente de honra do Bayern de Munique e um dos maiores jogadores da história, Franz Beckenbauer criticou nesta sexta-feira José Mourinho, técnico do Real Madrid. Eleito melhor treinador do mundo de 2010 na última segunda-feira, o português foi chamado de grosseiro e mal educado pelo alemão.

“Mourinho é grosseiro e mal educado. O fato de usar suéteres de casimira não implica que ele se comporte com um cavalheiro”, disparou Beckenbauer, que também não gostou da escolha do português como melhor técnico do ano passado. “Os capitães e treinadores de todo o mundo consideraram que Mourinho obteve os melhores resultados com menos recursos que seus competidores, mas ele utilizou métodos grosseiros para conseguir seus objetivos”.

Na última edição da Liga dos Campeões, a Inter de Milão, então clube de Mourinho, sagrou-se campeã apostando no jogo defensivo. Na semifinal contra o Barcelona, depois de vencer a partida de ida em casa por 3 a 1, o time italiano se enfiou no campo de defesa no duelo de volta e perdeu somente por 1 a 0, resultado que lhe credenciou à decisão. Na final, bateu o Bayern de Beckenbauer por 2 a 0.

Histórico de polêmicas
Profissional de personalidade forte, o atual comandante do Real Madrid coleciona polêmicas ao longo de sua carreira. No final de dezembro, ele contestou os critérios definidos pela Fifa para a escolha do melhor jogador do mundo e criticou Lionel Messi, que viria a ser premiado. Dias antes, no início do mês, acusou árbitros espanhóis de perseguição e terem posturas diferentes em relação a sua equipe e adversários.

Até o clube espanhol virou alvo do português em janeiro deste ano. Quando soube que o atacante Higuaín teria de ser submetido à cirurgia para corrigir uma hérnia de disco, Mourinho disparou contra médicos do Real, que apostavam em uma recuperação do argentino sem a necessidade de operação.

Na última semana, Mourinho arrumou confusão no jogo contra o Villarreal. Após gol de Kaká, o técnico foi comemorar com a torcida do Real, mas em frente ao banco de reservas do adversário, e recebeu uma garrafada dos torcedores rivais.

Leia tudo sobre: mourinhobeckenbauerfutebol mundialespanhareal madrid

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG