Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Elano revela detalhes de drama com o pai e nega saída do Santos

Meia admitiu que uma das principais preocupações de todo jogador de futebol que retorna ao país é a segurança

Gazeta |

Criticado pelo pênalti perdido na derrota para o Flamengo, na última quarta-feira , na Vila Belmiro, o meia Elano viveu um drama envolvendo o seu pai no início desta semana. O pai do jogador, Geraldo Blumer, sofreu duas tentativas de sequestro em Iracemápolis, cidade no interior de São Paulo, onde nasceu Elano. Mesmo ainda se sentindo abalado com o episódio, o meio-campista do time praiano resolveu contar detalhes do episódio.

Siga o iG Santos no Twitter

"Um funcionário meu me ligou e falou se eu estava preparado porque estava acontecendo uma coisa muito grave. Eu disse para ele falar o que era e ele me contou o que estava ocorrendo e que ninguém sabe como o meu pai estava. Ele falou: "invadiram teu sítio, roubaram a casa e sabemos que o teu pai está amarrado, mas não sabemos se o levaram ou deixaram ele lá"", disse Elano, em entrevista à TV Record.

Segundo o meia, a primeira tentativa aconteceu na segunda e, na terça, os ladrões voltaram ao seu sítio para tentar sequestrar o seu pai mais uma vez. "Eles chegaram a entrar na casa e só depois viram as minhas camisas do Santos e da seleção, além de fotos da família. Aí eles reconheceram quem era e tentaram pegá-lo no dia seguinte. A sorte é que chegou um funcionário do sítio vizinho e avisou: "Gera (pai de Elano), é melhor você sair daqui porque o pessoal do sítio está amarrado de novo e os bandidos falaram que vão te pegar", contou.

AE
Elano perdeu um pênalti no jogo contra o Fla
Triste com o episódio, Elano revelou que chegou a pensar no drama vivido pelo seu ex-companheiro de Santos, Robinho . Em 2004, o Rei das Pedaladas, que atualmente defende o Milan , viu sua mãe, Marina de Souza, ser sequestrada e permanecer durante 40 dias em poder dos bandidos até que houvesse o pagamento do resgate.

"Em um primeiro momento você sente uma revolta muito grande. Eu convivi com o Robinho quando a mãe dele foi sequestrada e você imagina mil situações. Você se pergunta também por que isso acontece, já que eu era um cara pobre e trabalhei muito para conquistar tudo o que eu tenho e dar uma vida melhor a minha família", destacou.

O meia santista ainda admitiu que uma das principais preocupações de todo jogador de futebol que retorna ao país é a segurança. Por isso, Elano comentou que suas filhas contam com segurança particular e, a partir de agora, a escolta ao seu pai será reforçada.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide os amigos

"Isso acontece principalmente com os familiares dos atletas. Quando você chega ao Brasil o medo é muito grande. A família fica insegura. Por isso, eu tenho um pessoal de segurança que trabalha comigo e protege as minhas filhas. Só que agora o meu pai agora também não vai andar sem segurança. E quero trazê-lo para passar uns dias em Santos", afirmou.

Já sobre o seu futuro, Elano negou que irá deixar o Santos por conta desses problemas. "É uma felicidade em seis meses que voltei ao Santos ter conquistados dois títulos. Além disso, eu não quero ir embora e deixar o Brasil porque aqui é muito bom. Nós não podemos perder para esse tipo de coisa", finalizou.

Leia tudo sobre: santoselanobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG