Meia acredita que desempenho com a camisa santista em 2011 será fundamental para convencer Mano Menezes

De volta ao Santos após seis anos atuando no futebol europeu, o meia Elano fez um balanço do drama que viveu na seleção brasileira, durante a disputa da Copa do Mundo deste ano, na África do Sul. O jogador, de 29 anos, se contundiu no segundo jogo do Brasil no Mundial, na vitória por 3 a 1 sobre a Costa do Marfim, pela primeira fase da competição. Elano não conseguiu se recuperar de uma lesão no tornozelo direito e ficou de fora do restante da Copa.

"Foi uma infelicidade. Tudo foi feito para eu me preparar e voltar, só que dentro de mim eu sabia que não ia conseguir", contou o meio-campista, em entrevista à "TV Globo", para depois relatar um pouco do seu drama durante a Copa do Mundo.

"Quando eu chegava no meu quarto, na concentração, era complicado. Eu chorava. Teve um dia também que, de tanto remédio que eu tomava, comecei a passar mal na concentração. Por causa dos comprimidos, eu não conseguia fazer a digestão direito. Estava triste e ligava para os meus amigos, para a minha família, pois eu precisava ter alguém para conversar. Eu não podia incomodar o pessoal de seleção, pois era uma Copa do Mundo. Segurei tudo sozinho", afirmou.

Mas, após esse momento difícil em sua carreira, Elano garante ter superado tudo e se diz disposto a recuperar o seu posto dentro da seleção brasileira, agora dirigida pelo técnico Mano Menezes. Para isso, o meia acredita que o seu desempenho com a camisa santista em 2011 será fundamental para convencer o treinador a lhe dar uma nova oportunidade na seleção.

"Estou zerado. Acho que voltei para o Brasil em um momento muito importante. Vou ficar perto da seleção brasileira, do técnico da seleção, jogando em um grande time e disputando grandes campeonatos. O meu sonho e o meu objetivo é voltar a seleção", concluiu.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.