De volta a artilharia do Paulista, jogador marcou o primeiro gol sob o comando de Muricy Ramalho

Gazeta
Elano domina a bola no primeiro tempo do clássico
O meia Elano, que abriu o marcador na vitória do Santos por 2 a 0 contra o São Paulo , no Morumbi, festejou demais a classificação para a final do Campeonato Paulista e o gol marcado no clássico. Isso porque, o camisa 8 estava em jejum de gols desde a chegada de Muricy Ramalho, que assumiu a equipe há sete jogos. Elano também voltou a dividir com Liedson a artilharia do Campeonato Paulista.

Além de festejar a quebra do jejum e artilharia, Elano exaltou o desempenho do técnico Muricy Ramalho. Após o São Paulo pressionar o time da Vila Belmiro no primeiro tempo, o treinador sacou o atacante Zé Eduardo para a entrada do zagueiro Bruno Aguiar . O Santos passou a jogar com três zagueiros e diminuiu os espaços dos atacantes do São Paulo.

“Estou dividindo a artilharia com o Liedson, mas quero coroar com título. Eu venho crescendo e melhorando a cada partida”, afirmou Elano, que exaltou Muricy Ramalho.

“Ele foi muito importante. Ele soube analisar que o São Paulo estava bem no primeiro tempo e consertou o time para a segunda etapa”, disse o meia.

No final do jogo, Elano sentiu uma lesão na coxa e foi substituído pelo volante Adriano. “A lesão pode ter sido pela sequência de jogos, eu não sentia desconforto nenhum, mas acontece, são coisas do futebol”, concluiu Elano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.