Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Egípcio Zidan diz estar 'escandalizado' com a tragédia no seu país

Meia que atua no futebol alemão foi revelado pelo Al-Masry e lamentou confusão na partida do time que resultou em mais de 70 mortes

AFP |

O meia egípcio Mohamed Zidan, recém-contratado pelo Mainz, da Alemanha, se disse "escandalizado com as notícias e imagens" do drama de Port-Saïd, sua cidade natal, onde mais de 70 pessoas morreram e outras centenas ficaram feridas em confrontos após uma partida de futebol entre o Al-Ahly e o Al-Masry, time onde foi revelado.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Estou muito preocupado com o que estou vendo. O Al-Masry é o meu clube de coração, assisti às minhas primeiras partidas como torcedor neste estádio e joguei lá por muito tempo", explicou Zidan, de 30 anos, que saiu do Al-Masry em 1999 para jogar na Europa, nos campeonatos da Dinamarca e da Alemanha.

Veja também: 'Não consegui dormir', revela jogador brasileiro que atua no Egito

Ele sagrou-se campeão da Bundesliga na última temporada com o Borussia Dortmund, e foi contratado pelo Mainz no último domingo.

Leia tudo sobre: futebol mundialegito

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG