Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Eficiente, Ponte bate o Criciúma e volta a vencer como mandante

Equipe apaga maus resultados em casa e segue à caça da Portuguesa, que lidera a Série B com quatro pontos de vantagem

Gazeta |

Após duas derrotas consecutivas atuando como mandante, para Bragantino e Portuguesa, a Ponte Preta voltou a vencer no Estádio Moisés Lucarelli, na tarde deste sábado. Pela 16ª rodada da  Série B do Campeonato Brasileiro , a equipe campineira bateu o Criciúma por 3 a 0, com gols anotados por Renatinho e Ricardo Jesus, no primeiro tempo, e Uendel, nos acréscimos do segundo.

Com o resultado, a Macaca foi aos 32 pontos e se manteve a quatro da líder Portuguesa, que também venceu na rodada. Já o Criciúma sofreu a segunda derrota consecutiva na Série B, se manteve com 23 pontos e perdeu mais uma oportunidade de encostar no G-4.

A eficiência do ataque da Ponte Preta foi predominante para o resultado em Campinas. Logo em sua primeira oportunidade, A Macaca balançou as redes após boa movimentação de seus jogadores ofensivos. Quando o Criciúma melhorou, a equipe campineira aproveitou falha defensiva dos catarinenses e aumentou o placar.

Na etapa final a partida seguiu equilibrada até os 16 minutos, quando Aloisio deu um pontapé em Renatinho e foi expulso diretamente pelo árbitro Francisco Carlos Nascimento. Mesmo tendo João Paulo Silva recebendo o cartão vermelho no final, a Ponte Preta ampliou o placar nos acréscimos, em um belo gol de Uendel.

Na próxima terça-feira a Macaca volta a campo para enfrentar o Boa Esporte, às 21h50 (de Brasília), em Varginha. No mesmo dia, só que às 19h30 (de Brasília), o Criciúma recebe o Vitória no Estádio Heriberto Hulse.

O jogo
A Ponte Preta começou a partida indo para o ataque e aproveitou a boa movimentação de seus jogadores ofensivos para abrir o placar. Aos cinco minutos, o artilheiro Ricardo Jesus veio buscar a bola na intermediária e teve visão de jogo para deixar Renatinho na cara do goleiro Andrey. Em posição legal dentro da área, o meia teve tranquilidade para dominar e rolar a bola por baixo das pernas do arqueiro adversário, anotando o primeiro gol da partida.

Mesmo em desvantagem, o Criciúma não se abalou em campo e assustou os donos da casa poucos minutos depois, quando Toninho desviou escanteio de cabeça e Júlio César fez grande defesa. Na sequência, Aloisio arriscou chute de fora da área e parou mais uma vez no arqueiro adversário.

No momento em que o Criciúma ameaçava abrir o placar no ataque, uma falha na defesa fez o Tigre ser vazado mais uma vez. Após cobrança de falta para a área, os zagueiros catarinenses pararam e deixaram Ricardo Jesus receber livre na pequena área. Com muita tranquilidade, o artilheiro dominou a bola de costas para o gol e bateu de virada no canto esquerdo de Andrey, anotando o seu décimo segundo gol nesta Série B.

Apesar do maior volume de jogo e do domínio da posse de bola, o Criciúma não conseguiu assustar o goleiro Júlio César até o final do primeiro tempo. Já a Ponte Preta seguiu levando perigo nas poucas chances que criou, sendo a principal delas um chute de Uendel que bateu na rede pelo lado de fora.

Na volta para o segundo tempo o Criciúma apelou para a superstição ao trocar o seu uniforme amarelo por um traje branco. Dentro de campo, a equipe quase chegou ao seu gol em uma potente cobrança de falta de Aloisio que foi parar no travessão da meta de Júlio César.

Aos 16 minutos, no entanto, o mesmo Aloisio acertou um pontapé em Renatinho perto da linha do meio de campo e foi expulso diretamente pelo árbitro Francisco Carlos Nascimento. Pela força da pancada, o jogador da Ponte Preta não teve condições de voltar a campo e teve que ser substituído por Márcio Diogo.

Após pressionar o Criciúma, a Ponte Preta teve João Paulo Silva expulso aos 43 minutos, quando o meia recebeu o seu segundo cartão amarelo na partida. Mesmo assim, a Macaca conseguiu ampliar o placar já nos acréscimos, quando Uendel recebeu de Renato Cajá e encobriu o goleiro Andrey.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 3 X 0 CRICIÚMA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 13 de agosto de 2011, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Otávio Correia de Araújo Neto e Julian Ferino dos Santos (ambos de AL)
Cartões amarelos: João Paulo Silva (Ponte Preta); Adeilson, Doriva e Fábio Santana (Criciúma)
Cartões vermelhos: João Paulo Silva (Ponte Preta); Aloisio (Criciúma)
Gols:
PONTE PRETA: Renatinho, aos cinco, Ricardo Jesus, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Ueldon, aos 46 minutos do segundo tempo

PONTE PRETA: Júlio César; Guilherme, Leandro Silva, Ferron e Uendel; Xaves, João Paulo Silva, Renato Cajá e Renatinho (Márcio Diogo); Ricardinho (Mancuso) e Ricardo Jesus (Lucio Flávio)
Técnico: Gilson Kleina

CRICIÚMA: Andrey; Fábio Santana, Toninho, Anderson Conceição e William Massari; Henik, Baraka, Doriva (Roni) e Aloísio; Adeilson (Bruno Meneghel) e Zé Carlos
Técnico: Mauro Fernandes

Leia tudo sobre: ponte pretacriciúmasérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG