Prestigiado com Ricardo Gomes, volante quer perservar bom ambiente no clube. Diego Souza está ameaçado

O técnico do Vasco , Ricardo Gomes, terá uma dor de cabeça para armar a equipe visando à partida de sábado, contra o Atlético-PR , em São Januário, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Com a entrada de Juninho Pernambucano e o afastamento forçado de Eduardo Costa , que perdeu uma semana indo a Mônaco negociar sua transferência em definitivo ao clube da Colina , o treinador tem dúvidas para escalar o meio de campo.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Eduardo Costa se esforça para ser mantido na equipe
Maurício Val / Fotocom.net
Eduardo Costa se esforça para ser mantido na equipe
A princípio, Eduardo Costa perderia a posição, uma vez que Juninho atuou em seu lugar contra Corinthians e Internacional - período da viagem do volante à França. Caso fosse a manter a formação, não haveria mistério. Só que o treinador não está disposto a perder a experiência de Costa na proteção à zaga. Isso, de certa forma, tranquiliza o jogador, que não teme a possibilidade de ser barrado. Polido, Eduardo quer preservar o bom ambiente hoje no clube.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

"A chegada do Juninho foi boa, ele é um ídolo e voltou bem. Mas quem vai decidir é o Ricardo (Gomes). Eu podia chegar aqui e falar um monte de coisa e criar um clima ruim que hoje não tem aqui. Estou calmo, confiante, vou deixar na mão do treinador. Agora preciso treinar para estar bem quando entrar. Claro que todo atleta quer jogar, mas não vou precipitar as coisas. O Ricardo vai saber o que é o melhor para o time", discursou Eduardo Costa, que treinou à parte no período em que esteve fora do Brasil.

Na ausência do volante, o meio de campo foi formado por Rômulo, Juninho, Felipe e Diego Souza (depois, Bernardo). Em tese, Costa continuaria de fora, mas como não é este o pensamento do comandante cruzmaltino, outras mudanças pode acontecer. Assim, quem pode acabar perdendo a posição é Diego Souza, que na última partida perdeu o lugar para Bernardo. Se precisar entrar no sábado, Costa conta que os dias longe do clube não serão obstáculo.

“Não treinei da forma ideal, mas se o treinador precisar de mim agora, estarei pronto, à disposição dele”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.