Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Edu Dracena planeja segurar a empolgação dos jovens santistas

Capitão prevê ansiedade dos garotos para estrear na Libertadores, semana que vem, contra o Táchira

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Marcel Rizzo
Edu Dracena posa com Jean Chera, garoto revelação santista, em evento de patrocinador
A pouco mais de uma semana de estrear na Libertadores, contra o Deportivo Táchira na Venezuela (dia 16 de fevereiro), o zagueiro e capitão do Santos Edu Dracena fez um alerta: será preciso segurar a empolgação dos jovens jogadores do elenco. No sábado, depois do empate por 1 a 1 contra o Santo André, o técnico Adilson Batista fez discurso parecido.

“Temos que conversar bastante com os meninos, que podem estar afoitos por disputar uma competição tão importante. Nós, mais experientes, temos que passar para eles essa tranqüilidade, segurar a empolgação dos meninos”, disse Dracena, de 29 anos, que disputou a Libertadores pelo Cruzeiro, em 2004. O zagueiro participou na tarde desta segunda-feira de um evento de seu patrocinador de chuteira, em São Paulo.

Batista atirou, sem citar nomes, principalmente em Felipe Anderson (17 anos) e Moisés (21 anos) depois do empate que evitou que o Santos retomasse a liderança do Paulistão (está um ponto atrás do Palmeiras, que perdeu para o Corinthians). Os dois jogadores foram individualistas e levaram bronca até de Keirrison depois da partida.

“Jogador jovem gosta de dar um passe a mais, gosta muito de ficar com a bola quando poderia correr com mais eficiência, Mas tudo isso vai ser corrigido”, disse Batista.

O Santos vai jogar na Venezuela reforçado pelos jogadores que estão disputando o Sul-Americano sub 20, no Peru. Neymar, Alan Patrick, Alex Sandro e Danilo viajam direto para a Venezuela. Apesar de jovens, como Neymar, de apenas 19 anos, Dracena os definiu como mais experientes do que os garotos que estão suprindo a ausência destes.

“O Neymar, por exemplo, já está se preparando nesse Sul-Americano sobre como atuam os árbitros de fora, que tem uma postura diferentes. Apesar dele (Neymar) nunca ter enfrentado uma Libertadores, já terá ganho uma experiência importante”, disse Dracena.
 

Leia tudo sobre: SantosNeymarLibertadoresEdu Dracenatáchira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG