Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Edu Dracena destaca experiência na Libertadores e estilo ofensivo de Adilson Batista

¿Ele sabe o caminho da Libertadores. Vamos precisar dessa experiência¿, disse o capitão santista

Samir Carvalho, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861578171&_c_=MiGComponente_C

O Santos anunciou no final da tarde da última segunda-feira a contratação do técnico Adilson Batista, que ficará na Vila Belmiro até dezembro de 2011 (ele será apresentado nesta terça-feira, às 18h30 - horário de Brasília). O acerto com o ex-zagueiro foi aprovado pelo capitão da equipe, Edu Dracena, que destacou a experiência do treinador na Copa Libertadora da América, além das características ofensivas das equipes dirigidas por Adilson.

Ele sabe o caminho da Libertadores, chegou a decisão com o Cruzeiro como treinador, foi campeão como jogador pelo Grêmio. Vamos precisar dessa experiência. Ele colocará aos jogadores o que é necessário, afirmou o capitão santista, Edu Dracena com exclusividade ao iG.

O zagueiro, um dos líderes do elenco do Santos, comparou o trabalho de Adilson com o de Dorival Júnior, campeão paulista e da Copa do Brasil nesta temporada pela equipe santista. Ele (Adilson Batista) tem as mesmas características do Dorival Júnior, é um treinador ofensivo, os times dele atacam e recompõem rapidamente para a defesa, completou o zagueiro.

O currículo de Adilson Batista agrada o capitão santista. O novo comandante do Santos foi vice-campeão da Copa Libertadores da América na temporada passada, dirigindo o Cruzeiro. Já como atleta, Adilson foi o zagueiro titular do Grêmio na conquista da competição sul-americana em 1995.

Como jogador, zagueiro, ele marcou sua presença com títulos no Grêmio e no Cruzeiro, sempre falo isso para os jogadores, é importante termos uma carreira vencedora, disse Edu Dracena, que agradeceu a oportunidade de trabalhar com o treinador que atuou em sua posição durante a carreira de atleta.

Ele sabe o caminho da defesa. Ele vai ensinar muito e vamos tentar assimilar tudo o que ele irá nos passar. Eu trabalhei com um treinador que já foi zagueiro como atleta, foi com o Ricardo Gomes, na seleção olímpica e no Guarani, destacou.

Apesar de Adilson Batista fracassar na missão de substituir Mano Menezes no Corinthians ¿ ficou apenas 17 jogos no comando da equipe ¿ Edu Dracena acredita que o clube paulista não deu tempo para o treinador desenvolver seu trabalho.

É um dos nomes que a diretoria estava atrás. Ele fez um grande trabalho no Cruzeiro, já no Corinthians não deram tempo. Tenho certeza que ele vem com sede de título. Foi jogador e conhece a linguagem do boleiro, concluiu.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsantostreinadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG