Atacante do Vasco marcou 6 vezes no ano, mas se defende destacando sua importância nas assistências

O Campeonato Brasileiro caminha para a 11ª rodada e até aqui Eder Luis marcou apenas um gol. Por ser um atacante, estatisticamente o jogador está devendo. Mas o camisa 7 tem, na ponta da língua, a resposta para o jejum.

"Um é gol é pouco. Mas não pode avaliar meu rendimento pelo número de gols. Tem que ver o que eu produzo! E produzo bastante para o time", defende-se o atacante vascaíno.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Éder Luis comemora gol contra o Coritiba no Couto Pereira
Fotocom
Éder Luis comemora gol contra o Coritiba no Couto Pereira
Na Copa do Brasil, Eder foi decisivo. Poupado por conta de dores musculares, foi preservado na primeira partida da final, em São Januário, contra o Coritiba. No entanto, no jogo de volta, no Couto Pereira, foi decisivo. Deu passe para Alecsandro abrir o marcador e marcou o segundo, contando com a falha do goleiro Edson Bastos.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Na atual temporada, o camisa 7 da Colina fez 35 partidas e balançou a rede seis vezes: o último foi no empate em 1 a 1 com o Figueirense, no jogo que marcou a apresentação de Juninho Pernambucano. O técnico Ricardo Gomes gosta da velocidade do atacante, pois Eder cria espaço pelas laterais do campo.

Para o compromisso de domingo, no Ipatingão, contra o Atlético-MG, o Vasco terá a volta de Fágner, que cumpriu suspensão diante do Atlético-PR. Para Eder, a volta do lateral-direito vai ajudá-lo bastante.

"Para a gente que depende da vitória, vai precisar de bola na frente. O Alecsandro vai agradecer muito. E eu também, porque a bola vai chegar mais".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.