Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

E se Ronaldinho não vier? Grêmio nega frustração

Dirigente confia no acerto com jogador do Milan, mas não estabelece prazo

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

A primeira previsão era anunciar a contratação de Ronaldinho Gaúcho na quinta-feira. A segunda, nesta sexta-feira. Nenhuma delas aconteceu. Frustração para o Grêmio? Não. O otimista em acertar com o jogador do Milan continua em alta em Porto Alegre.

No final da tarde desta sexta, com uma hora e 22 minutos de atraso, o diretor de futebol do clube gaúcho Antônio Vicente Martins atribuiu à redação do contrato a nova indefinição quanto ao futuro do craque.

“Nossos advogados estão reunidos com os do Ronaldinho faz três dias. Faltam alguns detalhes, de proteção de ambas as partes, para finalizarmos a negociação”, disse o cartola.

Vicente não quis revelar o que impede o acerto. Apenas descartou haver impasse no tempo de contrato e em garantias bancárias para o pagamento do combinado com o atleta. O vínculo deve durar quatro anos e o jogador receberia R$ 1,1 milhão por mês.

O problema é que a cada nova rodada de conversas o empresário e irmão do jogador, Roberto de Assis Moreira, faz novas exigências. Este comportamento, aliás, estaria irritando o presidente gremista Paulo Odone.

Ao mesmo tempo em manteve o otimismo, Vicente admitiu a possibilidade de não ter sucesso no negócio.

“Seria algo normal. Não haverá frustração nossa, afinal, chegamos ao nosso limite. Fizemos concessões e o atleta também. Se não der certo será por uma escolha”, finalizou.

Vicente afirmou ter a certeza de ter feito tudo o que estava ao seu alcance. Porém, desta vez, mudou o discurso. Não fez nova previsão sobre quando a novela irá terminar:

"Pode evoluir no final de semana, não podemos prever o desfecho disso."

Leia tudo sobre: GrêmioRonaldinho Gaúcho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG