Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dunga volta a falar da Copa e reclama de "minoria"

Técnico diz que trabalho à frente da seleção é reconhecido nas ruas, mas não por "minoria que tem força"

iG São Paulo |

O técnico Dunga, que abdicou dos holofotes após a eliminação da seleção brasileira na Copa da África do Sul, em 2010, voltou a falar sobre o Mundial e diz que se vê perseguido apenas por "uma minoria".

Dunga não citou nomes, mas sua declaração teve cara de recado à TV Globo, com quem se desentendeu na África. "Não me sinto injustiçado pelo que ocorreu na Copa. Apenas uma minoria não reconheceu o trabalho. Mas é uma minoria forte, que ecoa bastante e tem interesses. Se analisarem meu trabalho, vão ver que foi bom. Ganhamos a Copa América, a Copa das Confederações. A derrota na Copa ocorreu em um lance, faz parte..."

Chama a atenção ainda o fato de Dunga ter dado tais declarações ao programa "Esporte Fantástico", da TV Record, maior rival da emissora carioca na briga pela audiência e pelos direitos de transmissão de eventos esportivos.

Raphael Gomide
Dunga posa com admirador durante outro evento festivo, em Manaus


"A população reconheceu o meu trabalho. Os jogadores da seleção voltaram a ter respeito e a mostrar vontade", prosseguiu o gaúcho, em entrevista concedida no México, onde comandou seleção de astros internacionais em amistoso. "Posso ir ao shopping, a supermercados e ser bem tratado. Muita gente por aí não pode..."

O treinador admitiu, no entanto, que repensa algumas atitudes que tomou ao longo do período em que comandou a seleção. Só não disse quais. "É normal que hoje, com o tempo e a frieza, eu repense algumas atitudes. Mas não tenho arrependimento algum."

Sobre o trabalho de seu sucessor, Mano Menezes, Dunga disse que é preciso tirar lição dos problemas. "A seleção de fato não foi bem na recente disputa da Copa América, mas essas coisas sempre servem de lição para as próximas disputas."

"Mesmo após tantos conflitos, o treinador fez um balanço positivo de seu trabalho na seleção. "Valeu a pena."

Sorridente ao lado de amigos como Romário no evento mexicano ("sempre fui assim, mas às vezes pegam só a parte negativa das pessoas"), Dunga não quis falar sobre seu futuro profissional. Ele já esteve na mira de clubes como Inter e São Paulo. "Não tem nada. Por enquanto, nada...
 

Leia tudo sobre: Dungaseleção brasileiraglobofutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG