Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dunga admite voltar ao futebol em 2012, mas sem pressa

Ex-treinador da seleção brasileira elogiou o Brasileirão 2011 e diz que Corinthians mereceu a conquista

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Gabriel Cardoso
Dunga, ex-técnico da seleção brasileira
O técnico Dunga pode voltar ao futebol em 2012. Afastado da profissão de treinador desde julho de 2010, quando foi demitido da seleção brasileira após a eliminação na Copa da África do Sul, ele admite que tem sido muito procurado.

Veja também: Ronaldinho diz que daria carrinho em Dunga 'para machucar'

Porém, o ex-volante condiciona a volta aos gramados a um projeto bem organizado. Até o momento, ele recusou todas as propostas que recebeu.

Leia ainda: Dunga volta a falar da Copa e reclama de 'minoria'

Em Porto Alegre, Dunga esteve no estádio Beira-Rio na noite desta quarta-feira para presenciar a despedida do atacante Fabiano dos gramados. Dunga deu uma rápida passada pelo evento, saindo ainda antes da bola rolar. Confira como foi o bate-papo com o iG:

iG: O que você tem feito desde que se afastou do futebol?
Dunga:
Faço palestras, estive com um grupo de empresários da Alemanha, tenho projetos sociais, minhas empresas...

iG: Você vai voltar a trabalhar como treinador em 2012?
Dunga:
Pode acontecer, não tenho pressa nem ansiedade. Quando pintar uma coisa boa, aquilo que eu quero, poderei voltar. Caso contrário, seguirei tocando minha vida. Gosto de estar com os amigos, estou feliz.

iG: Recebeu muitas propostas para trabalhar em clubes em 2011?
Dunga:
Felizmente, sim. Apesar de tudo que aconteceu, do que alguns falaram, tive muitos convites. Foi bom, pois as pessoas te valorizam e reconhecem o que foi feito.

iG: Você chegou a ser cogitado para trabalhar na dupla Gre-Nal...
Dunga:
Isso é bom, foi o que falei. É sinal de que o trabalho na seleção brasileira foi bem feito. Fico realizado pelos convites.

iG: Qual sua avaliação do Brasileirão 2011?
Dunga:
Foi muito disputado, teve adrenalina até o fim. Ganhou o melhor, o mais regular, que foi o Corinthians. O time criou uma gordura muito boa no início e, na hora de retomar o caminho das vitórias, o conseguiu novamente.

Leia tudo sobre: InternacionalDungaseleção brasileiraCorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG