Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dunga admite erro na Copa, mas defende ausência de Neymar e Ganso

Técnico diz que não tem "acompanhado muito" a seleção. Para ele, santistas vivem grande momento

Raphael Gomide, enviado iG a Manaus |

Um ano depois da eliminação do Brasil da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, o ex-técnico da seleção Dunga defendeu o seu trabalho, mas admitiu que alguma coisa tinha que ser mudada para a equipe ter sido campeã. Ele reiterou, porém, sua decisão de não levar os santistas Neymar e Paulo Henrique Ganso para a competição. Os dois são as principais estrelas do Brasil na Copa América da Argentina.

"Essa é uma pergunta já com a resposta: se você não ganhou, alguma coisa tinha que ter sido mudada. Se ficar insistindo naquilo que errou, no que perdeu, quer dizer que não tem inteligência", disse Dunga. O treinador está em Manaus (AM) para participar de um amistoso da seleção campeã em 1994, que integrou como capitão, com uma equipe de veteranos da cidade.

Perguntado se a mudança em seu trabalho como treinador da seleção brasileira seria ter levado Neymar e Paulo Henrique Ganso no grupo para a África, Dunga disse que os dois ainda não estavam prontos há um ano, na época da Copa. "É um ano depois, muitas coisas mudaram, os jogadores jogaram Libertadores, adquiriram experiência, é uma situação totalmente diferente: agora é o momento deles. Um ano depois, sim (levaria os dois para uma Copa, caso fosse hoje). Fazia um mês que Neymar era titular do Santos, e Ganso estava machucado na Copa."

Sobre a seleção atual, comandada por Mano Menezes - que estreia domingo na Copa América -, Dunga disse que não tem "acompanhado muito", mas citou Neymar e Ganso como "dois jogadores que fazem a diferença".

"Não tenho acompanhado muito, mas em um ano dá para se fazer muita coisa. Tem novos valores, dois jogadores que fazem a diferença, por isso o Brasil tem todas as condições de ser campeão", afirmou. Em seguida, incluiu Robinho e Pato na lista.

Leia tudo sobre: Dungaseleção brasileiraCopa América 2011Neymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG