Jogador do Figueirense disse ter bebido na madrugada de domingo, quando ele perdeu o controle do carro e três pessoas morreram

Em depoimento ao delegado Ricardo Guedes, da 1ª Delegacia de Polícia de Florianópolis, o atacante Dudu, do Figueirense , admitiu ter ingerido dez garrafas de cerveja na madrugada de domingo antes de perder o controle de seu veículo. O carro atingiu um poste, pegou fogo e três pessoas morreram.

O jogador, que tem 31 anos e nunca teve carteira da habilitação, disse ter saído de uma festa para levar uma amiga para casa na região sul da cidade. O seu Hyundai bateu em um poste no km 5,8 da Via Expressa Sul, perto de uma passarela, no sentido bairro-centro, por volta das 3h30 (de Brasília).

O outro sobrevivente do acidente confirmou as informações repassadas por Dudu em seu depoimento. O delegado crê que o carro estava em alta velocidade. Edemilson Félix Moreira, Emerson Neves e Rosemberg Martins Espírito Santo, que também estavam no veículo, morreram.

Dudu deve responder por homicídio culposo, sem a intenção de matar. Ele pagou fiança de cinco salários mínimos (R$ 2.725) para ser liberado da delegacia na madrugada de domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.