Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Douglas diz que não sentiu estreia na seleção e espera novas chances

Acho que foi um dos jogos que eu me senti mais tranquilo. Mas pelo fato de ter acontecido o lance (gol da Argentina) isso pode ter se tornado de forma diferente, avalia o meia do Grêmio

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860551332&_c_=MiGComponente_C

O meia Douglas foi apontado por parte dos torcedores como o 'vilão' na derrota da seleção brasileira para a Argentina por 1 a 0, em jogo amistoso disputado na última quarta-feira, em Doha, no Catar. Mesmo tendo perdido a bola que originou o gol de Messi, o apoiador do Grêmio afirmou que não sentiu o peso da estreia com a camisa amarela e se mostrou tranquilo com relação ao seu futuro no grupo de Mano Menezes.

"Eu não senti o peso da estreia, eu estava muito tranquilo. Acho que foi um dos jogos que eu me senti mais tranquilo. Mas pelo fato de ter acontecido o lance isso pode ter se tornado de forma diferente. Agora é sair de cabeça erguida e ter personalidade para buscar uma nova convocação", declarou o meia, em seu retorno ao Brasil.

O lance em questão ocorreu aos 46 minutos do segundo tempo, quando Douglas perdeu uma bola no meio-campo para o volante Ever Banega - que originou a ótima jogada de Lionel Messi, a tabela com Lavezzi e o gol do camisa 10 argentino. Aos 28 anos, o jogador lamenta ser apontado como responsável pelo resultado adverso.

"A gente fica chateado, é óbvio, em uma estréia acontecer isso. Mas acontece, poderia ter sido outro jogador. Então eu estou tranquilo. Infelizmente a bola caiu no pé do Messi e ele acabou fazendo o gol. Eu creio que isto não compromete em uma nova convocação e eu vou continuar fazendo o meu trabalho no Grêmio pra que isto aconteça", projetou o camisa 10 do tricolor.

Leia tudo sobre: grêmioseleção brasileira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG