Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dorival muda as laterais do Atlético-MG de novo e busca titulares

Treinador atleticano ainda não definiu que são os donos das posições e aguarda resposta dentro do campo

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

As laterais do Atlético-MG têm sido o grande problema para Dorival Júnior neste começo de temporada. Somente das duas primeiras partidas do ano que o treinador contou com lateral-direito de origem, nas demais, sempre com jogadores improvisados. Do lado esquerdo, Leandro era a única opção, mas sempre criticado pela torcida. Eron retornou ao clube e teve duas oportunidades, mas ainda não agradou Dorivel Júnior. Richarlyson foi improvisado por ali no empate com o Uberaba, mas já vai ter de sair do time.

O volante tem de cumprir mais duas partidas de suspensão na Copa do Brasil, ainda por conta da expulso no jogo do São Paulo contra o Fluminense, no Campeonato Brasileiro do ano passado. Com mais duas partidas a cumprir, Richarlyson está fora da partida contra o Grêmio Prudente, na quinta-feira. Leandro surge como a primeira opção, depois de ficar dois jogos no banco de reserva, ou até mesmo Guilherme Santos, contratado no último dia 10.

“Estou com dois laterais que estão contundidos há 45 dias. Do lado esquerdo a gente tinha apenas o Leandro. O Eron é um garoto ainda, está sendo preparado, tem futuro mas está muito cedo. Dei a ele uma oportunidade, ma senti que não é o momento. Estamos tentando uma improvisação com o Richarlyson, eu preciso de uma resposta. Quem me responder, fica no time”, avisou Dorival Júnior.

Já no lado direito, Rafael Cruz e Patric atuaram um tempo cada, nas primeiras partidas do Atlético-MG no Estadual. Ambos tiveram estiramento na coxa direita. Depois de longo período no departamento médico, os dois já estão treinando e melhorando a parte física. Mas enquanto não tiver o aval dos preparadores físicos, Dorival Júnior não vai escalar nem Rafael Cruz e nem Patric.

“Temos muitas dificuldades no momento e temos que conviver com isso, não tem como tirar dois jogadores do estaleiro. Temos que dar um tempo para que haja uma recuperação e um recondicionamento, pois querendo ou não, foram mais de 40 dias. Só vou contar com esses jogadores a partir do momento que o departamento físico me der um ok. Eu respeito muito isso, porque amanhã vou cobrar do atleta e tenho de ter uma situação palpável para cobrar”.

Enquanto não pode contar com jogadores de origem para a lateral direita, o treinador atleticano segue usando Serginho, Jackson ou até mesmo o jovem Bernard, o camisa 2 no empate com o Uberaba. Mas como Rafael Cruz já está treinando desde o início de março, é possível que ele esteja pelo menos entre os relacionados para o jogo contra o Grêmio Prudente.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG