Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dorival Júnior revela que desempenho em treinos fez Jackson ficar

Meia esteve perto de deixar o Atlético-MG, mas bom redimento durante treinamentos impressionou Dorival

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

O meia Jackson chegou ao Atlético-MG em junho do ano passado e, após um período de treinamentos, foi aprovado por Vanderlei Luxemburgo, então técnico do clube. Desde então, foram poucos jogos com a camisa do Atlético-MG. Das oito partidas que disputou com a camisa alvinegra, foi titular em apenas uma.

Desde setembro, Jackson não atua como titular na equipe principal do Atlético-MG. A chance de inicar uma partida surgiu agora, justamente às vésperas do clássico com o Cruzeiro. O técnico Dorival Júnior mostrou extrema confiança na escalação do jogador de 23 anos. O treinador atleticano revelou que Jackson esteve perto de deixar o clube, mas que o desempenho do meia nos treinamentos lhe garantiu novo fôlego.

“Ele está procurando espaço, treinando muito bem e chamando atenção. Surgiu até a oportunidade de empréstimo, mas optamos em mantê-lo”, revelo Dorival Júnior, que só mostra preocupação quanto ao posicionamento de Jasckon no clássico.

“Minha preocupação é mais em razão do Jackson estar fora da função inicial, do que pela possível falta de ritmo de jogo”.

Jackson é um meia de origem, mas, como os dois laterais-direito do Atlético-MG, estão no departamento médico, vai ser improvisado na posição. Enquanto Rafael Cruz e Patric se recuperam de lesões, Dorival Júnior pede que Jackson faça no clássico o que tem feito nos treinamentos.

“Não quero que ele faça nada diferente que vem fazendo. Sabemos que ele estará fora de posição, terá dificuldades, mas em termos de condicionamentos, ele talvez viva hoje seu melhor momento dentro do clube”.

Além dos oitos jogos na equipe principal, Jackson também defendeu o time sub 23 do Atlético-MG, que disputou o Brasileirão da categoria no ano passado. Nessa, competição ele atuou em quatro partidas e marcou um gol. No que depender de inspiração, a torcida do Atlético-MG pode ficar tranquila quanto a entrada de Jackson.

“Meu ídolo é o Ronaldinho Gaúcho. Ele é o cara”, disse o novo camisa 2 do Atlético-MG, deixando claro que valoriza a habilidade.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCampeonato Mineiro 2011Jackson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG