Apesar do apelo, dirigentes não devem contratar e ainda negociam pelo menos uma saída para a Europa

Mais uma vez um treinador do Inter espera por reforços. Mais uma vez eles não devem chegar. Dorival Júnior, após perder o clássico Gre-Nal , foi perguntado sobre possíveis saídas do clube, jogadores que interessam ao mercado europeu. Preferiu não falar sobre o assunto antes que algo realmente aconteça, mas indicou que gostaria de contar com reforços.

“Eu procuro ficar à margem de tudo isso. Se o Inter quiser brigar com os primeiros colocados, tem que pensar em trazer um ou outro atleta para reforçar o grupo, que já é muito bom”, disse.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

O pedido não deve ser atendido. Os dirigentes avaliam que o grupo está de bom tamanho para terminar a temporada.

Até o meio da semana, dia 31, quando fecha a janela de transferências na Europa, pelo menos um jogador deve ser vendido. Podem ser até dois . Juan interessa ao Napoli, Kléber é observado em Portugal. D´Alessandro também não tem futuro 100% certo em Porto Alegre.

O discurso de Dorival é semelhante ao de Falcão. Quando assumiu o Inter, ele indicou que esperava por contratações. Mais do que isso. Apontou que o Inter não brigaria pelo título brasileiro com o que tinha em casa. A declaração irritou os dirigentes e foi um dos primeiros passos para que o treinador fosse demitido meses depois.

Vale ressaltar que o discurso de Dorival não foi tão forte e negativo. Mas também pediu contratações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.