Eles se desentenderam no Santos. treinador do Inter escolhe Muricy Ramalho como melhor do Brasil

Se não tivesse se desentendido com Neymar , Dorival Júnior poderia estar até hoje no Santos . O atual técnico do Inter deixou o clube paulista em setembro de 2010 após barrar o atacante por indisciplina. Eles se reencontram nesta quarta-feira, quando Inter e Santos se enfrentam no Beira-Rio. O treinador assegura que o episódio já foi superado.

“Não ficou nada. Naquela noite mesmo o Neymar entrou na minha sala, já tínhamos conversado. Eu não deixaria de puni-lo tecnicamente. A direção entendeu que precisava de apenas uma punição administrativa. Se eu não tomasse a atitude com o atleta, perderia força pra cobrar de outro. Foi o que a diretoria não entendeu. Não tenho problema nenhum com o Neymar. Tenho carinho muito grande por ele. Não tem nada mesmo”, explicou.

Entre para a Torcida Virtual do seu time e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Tenha informações do Santos também pelo Twitter

Ele ainda admite que Neymar lhe dará dor de cabeça. O comandante do Inter considera muito complicado parar a dupla que o atacante faz com Paulo Henrique Ganso.

“Não é exagero. É genialidade dos dois. São jogadores acima da média. Eu ouço algumas cobranças sobre o Ganso, mas é natural por causa do tempo que ele ficou afastado. Paulo e Neymar juntos sempre trazem muita dificuldade. É muito complicado marcar”, projetou.

Os elogios não ficam apenas para os jogadores. Muricy Ramalho, técnico santista, é considerado o melhor do Brasil por Dorival.

“É o melhor técnico do país no momento, o mais vencedor dos últimos anos. Se preparou pra isso, fez um trabalho muito sério. Poucos foram os anos em que ele não teve uma conquista”, avaliou.

Os dois times tentam subir na tabela. O Inter é 8º colocado. O Santos o 14º. No primeiro turno, em São Paulo, empataram em 1 a 1. Relembre como foi:

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.