Tamanho do texto

Treinador não quer que reação no Brasileiro faça time relaxar. Perigo de rebaixamento ainda existe

Ainda ameaçado pelo rebaixamento, Dorival Júnior fez um alerta aos jogadores do Atlético Mineiro neste sábado. O técnico pediu cuidado para o jogo contra o Goiás, que já está rebaixado para a Série B, e cobrou mais uma vitória do time nesta reta final do Brasileirão.

"Enfatizei para os jogadores que eles não podem esquecer, em momento nenhum, o que passaram ao longo dos últimos seis meses. Acho que isso é mais do que um sinal, um sinal de alerta, de que precisamos ter toda a atenção possível e estar mais do que preparados para esse momento", afirmou o treinador, que quer acabar neste domingo com qualquer chance de queda.

O Atlético soma 42 pontos, apenas dois acima da zona da degola. Se perder no domingo, e os rivais vencerem, a equipe corre o risco de voltar para as últimas posições da tabela, faltando apenas uma rodada para o fim do campeonato. "Cabe a nós a responsabilidade dessa decisão", pregou Dorival.

Apesar do alerta, o técnico se mostrou confiante para os próximos dois jogos, principalmente por poder contar com o retorno de vários jogadores machucados. "Foi importante a recuperação de todo o grupo. Isso nos dá uma possibilidade maior nos momentos de definição da equipe, o que é importante para o treinador. Espero que, com tudo isso, façamos uma boa apresentação e voltemos a fazer uma boa partida".

Ciente da importância da partida, o atacante Diego Tardelli quer a vitória no domingo para fechar com "chave de ouro" a participação do Atlético no campeonato diante de sua torcida - a última partida será disputada no Morumbi, contra o São Paulo.

"Esperamos fechar com chave de ouro. Para a gente, esse jogo é mais do que uma final, todo mundo sabe disso, a torcida sabe. Então, queremos deixar uma impressão muito boa nesse último jogo em casa. Para nós, vai ser uma guerra, uma final", garantiu.

    Leia tudo sobre: futebol