Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dorival diz que manteria atitude na polêmica com Neymar

Como já havia feito anteriormente, o agora treinador do Atlético-MG reiterou que não guarda mágoas do atacante

Agência Estado |

Quase três meses depois de sua polêmica demissão do Santos, após confusão envolvendo comissão técnica, direção e Neymar, Dorival Júnior assegurou nesta segunda-feira que agiria da mesma maneira se o incidente se repetisse novamente. Na época, Dorival decidiu suspender o atacante após um ato de indisciplina na partida contra o Atlético Goianiense.

A direção do clube, no entanto, pediu para o treinador encerrar a punição na semana seguinte, antes do clássico com o Corinthians. E como ele se recusou, acabou demitido.

"Agiria da mesma forma se acontecesse hoje. Já tinha chamado a atenção dele outras vezes, então precisava tomar uma atitude. Infelizmente, não foi o entendimento da diretoria. Foi um episódio desagradável, não gostaria de ter terminado o trabalho daquele jeito, mas não havia outra atitude a tomar", declarou Dorival ao Sportv.

Como já havia feito anteriormente, Dorival reiterou que não guarda mágoas do atacante. "O episódio da minha saída foi excelente para o Neymar. Ele mudou a maneira como vinha vivendo os últimos 2 meses. Ele voltou a ser o rapaz inteligente, espontâneo, alegre, mas responsável. Houve um crescimento em todos os aspectos. Ele é um garoto do bem", analisou o técnico.

Após a demissão, Dorival acertou com o Atlético Mineiro. Ameaçado pelo rebaixamento, ele conseguiu acertar a equipe e manteve o clube na Série A.

Leia tudo sobre: atlético-mgsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG