Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dono da Internazionale descarta demitir Leonardo após goleada

Internazionale acumulou resultados ruins recentemente, mas brasileiro recebeu o apoio de Massimo Moratti

Gazeta |

AFP
Leonardo teve uma conversa séria com o presidente da Inter de Milão
Após duas importantes derrotas - uma contra o Milan, por 3 a 0 no Campeonato Italiano, e outra diante do Schalke 04, por 5 a 2, válida pelas quartas de final da Liga dos Campeões -, o cargo do técnico Leonardo na Internazionale ainda parece estar assegurado. Pelo menos é isso o que diz o presidente Massimo Moratti. De acordo com o dirigente, o mau desempenho nos últimos compromissos do clube de Milão não alterou a confiança que ele deposita no comandante brasileiro.

"Minha estimativa sobre Leonardo não mudou, apesar de que algo possa ter mudado para ele, porque se viu forçado a lidar com duas situações diferentes. Para mim nada mudou, pois sei o quanto cruel pode ser o futebol e você tem que continuar sem desanimar", explicou o mandatário.

Nesta última terça-feira, a Inter de Milão não conseguiu se encontrar em campo e viu os alemães dominarem a partida, mesmo saindo atrás no marcador após um golaço de Stankovic aos 23 segundos de jogo, o quinto mais rápido da história da competição.

"A conversa que eu tive com Leonardo no vestiário confirmou que ele é uma pessoa séria. Fico feliz pela nossa reunião e penso o mesmo sobre ele. É claro que não estava no melhor dos humores. Acho que ele tinha esquecido o que era para se fazer em algumas situações no futebol", encerrou Moratti.

Abalado pela derrota, Leonardo afirmou que a equipe demonstrou estar fora de forma diante dos rápidos contra-ataques do Schalke. "Tivemos uma semana dura, mas treinamentos com consciência e começamos melhor. Nunca pensamos que poderia acabar desta forma. Os erros nos castigaram muito e acho que estamos longe do físico ideal", disse o brasileiro.

Depois do revés diante de sua torcida na Itália, a Internazionale precisará de uma vitória por quatro gols de diferença na casa do Schalke, em Gelsenkirchen, no próximo dia 13 de abril, para garantir sua vaga nas semifinais da competição.

Leia tudo sobre: futebol mundialinternazionalemilanleonardoitália

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG