Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Domenech cobra indenização milionária por demissão da seleção francesa

Advogado de ex-técnico, que pede R$ 6,9 milhões, alega que não se pode culpar apenas uma pessoa por crise da última Copa do Mundo

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861777097&_c_=MiGComponente_C

O ex-técnico da seleção da França, Raymond Domenech, ainda não parou de render polêmicas e causar problemas à Federação Francesa de Futebol. O treinador quer uma indenização de cerca de 2,9 milhões de euros (R$ 6,9 milhões) por sua demissão, diz o jornal francês "L'Equipe".

Segundo o advogado do ex-comandante dos franceses, não se pode culpar apenas uma pessoa por uma crise coletiva. "É inconcebível pretender resolver uma crise coletiva com a demissão de só uma pessoa", afirmou Jean-Yves Connesson.

Connesson também disse que a atitude da federação foi contra as leis da França. "O procedimento foi vexatório, brutal, tardio e uma violação das disposições essenciais do código de trabalho", lamentou.

O advogado aproveitou para explicar o motivo do valor pedido por Domenech. "Vamos reinvindicar os salários que ele teria que receber durante o aviso prévio, a indenização pela demissão que ele tem direito e um montante adicional relacionado aos danos sofridos", explicou Connesson.

Os franceses não pagaram uma multa a Domenech até o momento por terem considerado que o treinador teve "faltas graves" quando comandava a seleção. O técnico não avisou os seus superiores que Anelka o havia insultado e depois expulsou o atleta da seleção, o que culminou na crise da seleção, que acabou sendo eliminada na primeira fase da Copa do Mundo da África do Sul.

Segundo os franceses, o Tribunal do Trabalho da França pretende reunir o treinador e os representantes da federação para uma tentativa de acordo. Se o caso realmente for a julgamento, o processo deve demorar mais de um ano para ser finalizado.

Leia tudo sobre: copa do mundofrançafutebol internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG