Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dirigentes aguardam auditoria no Palmeiras para fazer mudanças

Edvaldo Frasson e Roberto Frizzo querem esperar para reorganizar despesas e receitas do clube

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O plano de reorganizar o Palmeiras ainda não é possível de ser feito na integridade. É o que afirmam os dois novos dirigentes do clube, o vice-presidente de futebol Roberto Frizzo e o administrativo Edvaldo Frasson. Eles aguardam uma auditoria que foi contratada para analisar todos os gastos e as despesas que o clube teve no último ano de gestão de Luiz Gonzaga Belluzzo.

Apesar de reprovarem as contas de 2010, os conselheiros não sabiam exatamente se todos aqueles números seriam os finais. Apesar disso, os trabalhos iniciais já começam a serem desenvolvidos.

“Estou como vice-presidente administrativo para fortalecer a segurança do Palmeiras em relação aos compromissos assumidos com empresas e atletas. Mas, com certeza, vamos procurar reorganizar tudo. Temos um conhecimento prévio de alguns setores, mas precisamos esperar a auditoria para saber o plano certo”, disse o vice-presidente administrativo Edvaldo Frasson.

O principal departamento que precisará passar pela reavaliação dos dirigentes, como não poderia ser diferente, é o de futebol. Frasson afirma que 80% das receitas palmeirenses vêm de lá. Por isso, Frizzo reconhece que o setor passará por mudanças, mas faz questão de deixar o torcedor tranquilo.

Para isso, ele faz questão de rejeitar qualquer ligação com o “bom e barato”, política que ficou famosa na era de Mustafá Contursi, que hoje, é um dos nomes mais influentes no atual governo, apesar de não ocupar nenhum cargo de forma oficial.

“Mesmo com esses jogadores que foram emprestados e vendidos ainda temos uma folha alta. A redução dos gastos que tivemos com eles, se mantiveram com a chegada de alguns outros. O número de hoje continue o mesmo. Mas precisamos ter muito cuidado para que o torcedor não fique pensando que vai ter economia de armarinho. Se nós queremos um Palmeiras grande e forte, teremos que usar a criatividade e a inteligência para aumentar a receita”, disse Frizzo.

Um dos setores que podem ajudar o Palmeiras na arrecadação de receitas é o marketing. Apesar do grande aumento que aconteceu na gestão Belluzzo, os atuais dirigentes pretendem mudar o departamento, até por isso, já informaram que Rogério Dezembro não ficará por lá. No futebol, não está descartada a venda de jogadores de renome do time.

Leia tudo sobre: palmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG