Treinador reclama de gol anulado, mas diretor executivo diz que não se deve colocar a culpa no árbitro

Dirigente do Grêmio pressiona Caio Jr.
Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Dirigente do Grêmio pressiona Caio Jr.
O clima pesou no Grêmio . Após a derrota de 2 a 1 para o São José , o discurso de vestiário foi divergente.

“O jogo não serve de parâmetro por ser gramado sintético, tivemos um gol anulado”, disse o técnico Caio Júnior.

Veja como ficou a situação do primeiro turno do Campeonato Gaúcho

Logo depois, o diretor executivo Paulo Pelaipe concedeu entrevista e deu uma clara alfinetada no treinador.

“Não vamos expor os jogadores, vamos avaliar internamente. Mas precisamos melhorar muito. O Grêmio só se classificou porque o Cruzeiro perdeu seis pontos. Não podemos achar que perdemos hoje porque o juiz anulou um gol do André Lima”, disse.

O Grêmio terminou a fase de grupos em 4º lugar entre oito times, com apenas 13 pontos. Só se classificou porque o Cruzeiro perdeu seis pontos por ter escalado o atacante Jô de forma irregular. Caso contrário, ficaria em 5º lugar.

Tenha informações do Grêmio no Twitter

O time volta a campo na quarta-feira. Visita o Inter, no estádio Beira-Rio, em jogo único pela fase de quartas-de-final.   

 Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e comente sobre o seu time:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.