Vice-presidente do clube goiano disse que seus jogadores "sabem até usar artifícios de não se empenhar"

Com campanha inconstante desde o início do Campeonato Brasileiro, o Atlético-GO não consegue se afastar a zona de rebaixamento do torneio, para a qual retornou após a vitória do Santos sobre o Ceará, no último domingo. Para o vice-presidente do clube, Maurício Sampaio, falta à equipe um técnico 'mão de ferro' para evitar 'corpo mole' dos jogadores.

"Eu tenho uma opinião que treinador precisa ter mão de ferro, porque nós temos jogadores muito experimentados que, às vezes, sabem até usar artifícios de não se empenhar. No jogo contra o Atlético-PR eu fui embora, porque não estava vendo uma disposição do time para correr atrás do prejuízo", comentou, em entrevista à 'Rádio 730'.

O dirigente ainda comentou sobre uma reunião realizada nesta segunda-feira no Dragão, que serviu para analisar as condições financeiras do Rubro-Negro.

"É publico e notório o que o Atlético vem passando, e nada mais justo do que marcar uma reunião. É importante, principalmente pelo momento ruim que vive o clube. Discutimos a urgência da contratação de um novo treinador e de sanar os problemas que temos de caixa", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.