Vice de futebol Roberto Siegmann descarta a chegada de muitos reforços e reclama da forma de jogo do time

Não repercutiu bem no Inter a opinião de Falcão de que o grupo não seria qualificado para brigar pelo título do Campeonato Brasileiro. Em entrevista para a Rádio Gaúcha , o treinador disse que com o atual elenco o time não tinha condições de disputar o posto de campeão da competição.

Roberto Siegmann, vice de futebol do Inter, concedeu entrevista nesta segunda-feira. Ele explicou que não ouviu a entrevista do treinador, mas que avalia o time como bem servido de opções.

“O Internacional tem sim um grupo qualificado. Se perguntar para a maioria dos treinadores do Brasil eles dirão que o Inter tem grupo para brigar pelo título nacional”, disse.

Apesar da divergência, o dirigente disse que este tipo de debate é normal dentro do clube. Siegmann conversou com Falcão nesta segunda-feira, mas explicou que não teve nada de anormal. Apenas foi seguida a rotina de todos os dias. Porém, o dirigente mostrou insatisfação com a maneira que o time vem atuando.

“O que me preocupa é a equipe não ter encontrado uma maneira satisfatória de jogar”, argumentou.

Apesar do pedido do treinador por novos reforços, o clube não deve fazer muitas contratações. A avaliação dos dirigentes é que não vale investir em um jogador que esteja no futebol europeu, pois esses atletas demoram muito no período de adaptação.

A única função que o comandante do futebol admite carência é a lateral-direita. O clube busca alguém que possa disputar posição com Nei. O nome de Ilsinho, atualmente no São Paulo, foi descartado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.