Ariedo Braida observou de perto o volante do São Paulo, mas Juvenal Juvêncio nega a intenção de vender o jogador

De acordo com o site italiano Calciomercato , Ariedo Braida, dirigente do Milan, esteve no Brasil para observar o volante Casemiro , do São Paulo . "Os campeonatos são conquistados com as melhores defesas", disse o dirigente, que está preocupado com a marcação no meio-campo da equipe.

Com as laterais reforçadas e o ataque recheado de astros, o clube quer alguém para o lugar de Van Bommel , que parece sentir o peso da idade e não vem dando conta do trabalho de contenção no meio-campo. Para Braida, Casemiro é o "volante ideal".

No Campeonato Italiano 2010-2011, o Milan contou  com a melhor defesa da competição, com apenas 24 gols sofridos nas 38 partidas (a vice campeã Inter sofreu 42, para se ter uma ideia da capacidade defensiva dos campeões). Nesta temporada, porém, a equipe de Thiago Silva Pato e Robinho já sofreu 12 gols em apenas oito jogos. Apenas quatro equipes, todas entre as últimas colocadas no campeonato nacional, estão com desempenho pior.

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, não nega o interesse dos italianos, mas afirma que o São Paulo não negociará o jogador. "As ofertas que temos recebido da Itália para os nossos jogadores mostram que o trabalho que estamos fazendo, de renovação, está crescendo", disse Juvêncio, para depois negar a venda: "Sim, é verdade, Braida estava aqui para assistir ao jogo, mas o São Paulo não quer vender". A multa rescisória de Casemiro é de 30 milhões de euros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.