Tamanho do texto

Vice de futebol do atual campeão brasileiro declarou que acerto depende apenas da liberação do Al-Hilal, da Arábia Saudita. Flamengo e São Paulo também estão no páreo

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882616912&_c_=MiGComponente_C

Assim como aconteceu com a contratação do atacante Emerson, o Fluminense deve levar vantagem sobre o rival Flamengo para repatriar Thiago Neves. Segundo informou o vice presidente de futebol tricolor, Alcides Antunes, nesta segunda-feira, o retorno do jogador depende apenas da liberação de seu atual clube, o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Thiago Neves ainda tem contrato com o Al-Hilal. Caso seja liberado, lógico que a preferência é do Fluminense. Se o clube dele liberar, ele tem grandes chances de vestir a camisa do Fluminense ano que vem informou o dirigente à Rádio Tupi. O passado de Thiago no Flu é o que lhe motiva a dar prioridade para o time das Laranjeiras.

O Fluminense não pretende investir para contratar Thiago Neves, mas espera que o jogador consiga a liberação dos árabes para ser negociado. O empresário do jogador, Léo Rabelo, revelou também o interesse do São Paulo recentemente e ainda confirmou que a sua intenção é que o meia-atacante seja repatriado em breve.

"Estamos em uma missão, que é trazer o Thiago Neves para um clube brasileiro. Ele quer voltar para ter chance na seleção", contou o agente, que vê como dificuldade o fato do brasileiro estar jogando bem na Arábia Saudita - com as boas atuações, os dirigentes do Al-Hilal têm se mostrado relutantes para liberá-lo.

Atualmente, Thiago Neves está com 25 anos e já foi campeão saudita pelo Al-Hilal. Pelo Fluminense ele já teve duas passagens, sendo que a última delas aconteceu no primeiro semestre de 2009.

    Leia tudo sobre: futebol