Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dirigente afirma que Fluminense acionará Conmebol após pancadaria

Assessor da presidência lamentou que entidade não tenha um tribunal para julgar o acontecido na Argentina

Gazeta |

AP
Jogadores do Fluminense brigaram após o apito final do jogo contra o Argentinos Juniors
O Fluminense superou todas as adversidades e conseguiu a classificação para as oitavas de final da Libertadores. A vitória sobre o Argentinos Juniors-ARG, em Buenos Aires, colocou o time carioca no mata-mata da competição sul-americana. No entanto, segundo Mário Bittencourt, assessor da presidência, o foco da equipe já é o Flamengo, pela semifinal da Taça Rio.

"O coração está mais calmo após mais uma partida emocionante. No entanto, o Fluminense já está focado no jogo contra o Flamengo pela semifinal da Taça Rio", disse à Rádio Brasil.

Mário Bittencourt lamentou a pancadaria que aconteceu após a partida. Os jogadores do Argentinos Juniors foram para cima dos do Fluminense, que precisaram se defender. Para o dirigente, o clube vai fazer uma representação na Conmebol pedindo mais segurança no confronto contra o Libertad-PAR.

"A Conmebol não disponibiliza um tribunal para podermos nos defender ou algo parecido. Eles têm um tribunal que só aplica as penas de acordo com a vontade deles. No entanto, vamos fazer uma representação para a Conmebol para evitar isso. Faremos até para não acontecer a mesma coisa no Paraguai. Vamos pedir uma proteção maior", comentou.

O dirigente afirmou que a programação para os próximos jogos deverá ser definida ainda nesta quinta-feira, mas adiantou que o elenco não sairá do Rio de Janeiro para fazer qualquer tipo de treinamento.

"Somente depois que voltarmos ao Brasil vamos definir como será a programação para os próximos jogos. Provavelmente iremos treinar nesta sexta-feira e talvez até já concentrar direto para o jogo contra o Flamengo. Para a semana que vem iremos trabalhar no Rio de Janeiro, não sairemos daqui, isso é certo", declarou.

Sobre a saída do atacante Émerson da delegação do Fluminense antes da partida na Argentina, Mário preferiu não falar sobre o assunto, mas ressaltou que uma definição só irá acontecer a partir de segunda-feira, após a semifinal contra o Flamengo.

"Publicamos uma nota sobre isso, pois são coisas internas entre jogador e clube. Não quero falar sobre e prefiro enaltecer o feito do time na Libertadores. Vamos resolver isso a partir de segunda-feira. O Émerson vai trabalhar normalmente o que for relacionado para ele e somente na segunda-feira vamos conversar. Isso é uma questão interna e será resolvida desta maneira", finalizou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG