Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretoria nega acerto, mas Tardelli prepara volta ao Atlético-MG

Clube só pensa em manter a vaga na Série A do Brasileiro, enquanto atacante até comprou um carro de luxo em Belo Horizonte

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Ainda lutando para ficar na Série A do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG evita ao máximo comentar sobre possíveis reforços para 2012. O nome do atacante Diego Tardelli , que já manifestou o interesse de voltar ao clube , ganhou força na semana anterior. No entanto, o diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf, nega qualquer possibilidade de acerto com o Anzhi neste momento. Ele lembra que o clube ainda não está garantido na Série A do ano que vem e só pensa no Brasileirão.

Veja também: Atlético-MG aumenta distância para o Z-4. Veja a classificação atualizada

O time mineiro  busca pelo menos mais quatro pontos para permanecer na elite. “Nossa preocupação é com estes jogos difíceis que temos pela frente, para sair desta situação. Depois temos muito tempo para falar sobre quem vai ficar, quem não vai ficar, ai passamos para vocês”, declarou Eduardo Maluf em entrevista à Rádio Globo.

Leia também: Fora do Anzhi, Tardelli quer voltar ao Atlético-MG para ser feliz

No entanto, a prática é bem diferente do discurso. Enquanto o clube se mantém afastado do assunto, Diego Tardelli já prepara a volta ao Brasil. A confiança do jogador em defender novamente o Atlético-MG é tamanha que, mesmo da Rússia, já comprou um carro de luxo em uma concessionária da capital mineira.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Outro argumento usado pela diretoria do Atlético-MG para não repatriar o atacante seria o preço cobrado pelo clube russo. De acordo com Eduardo Maluf, o Anzhi quer receber o mesmo que pagou pelo atleta em março deste ano, cerca de R$ 11 milhões . Embora diga que os valores não podem ser pagos, o Atlético-MG gastou um pouco mais para trazer Guilherme , que custou R$ 14 milhões , sendo R$ 8 milhões pagos pelo próprio o clube. O restante ficou por conta de parceiros.

“Não podemos ir na contra-mão do futebol e pagar o mesmo tanto que se paga para o jogador sair. Mas nossa preocupação é com o jogo difícil que temos agora, não é momento de falar do ano que vem ainda”, disse Maluf.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Diego Tardelli

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG