Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Diretoria do Atlético-MG reclama da arbitragem contra o Prudente

Gol mal anulado, aos 41 minutos do segundo tempo, foi a principal reclamação dos dirigentes atleticanos

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

A diretoria do Atlético-MG perdeu a cabeça depois da partida contra o Grêmio Prudente. Com o empate em 0 a 0 o time mineiro foi eliminado na segunda fase da Copa do Brasil e os atleticanos cercaram o trio de arbitragem na entrada do vestiário para tirar satisfações. A maior reclamação foi por conta do gol mal anulado do zagueiro Réver, anulado pelo auxiliar Eduardo de Souza Couto.

O técnico Dorival Júnior também foi reclamar com o trio de arbitragem o gol mal anulado do Atlético-MG. Mas na sua coletiva o treinador adotou a cautela e preferiu não comentar o assunto “Não vou falar de arbitragem, ser deselegante com o Grêmio Prudente. Não vou justificar um resultado em cima de erros que acontecerem e foram muitos”.

Essa não é a primeira vez que a diretoria do Atlético-MG tem problemas com um trio de arbitragem na Arena do Jacaré. No Campeonato Brasileiro do ano passado, na derrota por 2 a 0 para o Botafogo, o presidente Alexandre Kalil foi até a porta do vestiário para tirar satisfação com o árbitro Evandro Rogério Roman.

Na época, o presidente atleticano acusou o árbitro de ser especialista em fazer resultados, de parar o jogo a todo momento e irritar o time do Atlético-MG. Apesar de tudo que ocorreu, a Arena do Jacaré não foi vetada para os jogos seguintes da equipe alvinegra.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG